Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Zé Roberto vê Copa América como chance para o Brasil recuperar o prestígio: “A seleção precisa de uma conquista expressiva”

Em entrevista à site, o ex-jogador e ídolo do Palmeiras diz acreditar que a continuidade do trabalho do técnico Tite dependerá do resultado da seleção brasileira na competição sul-americana.

Adriano Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Facebook oficial Zé Roberto

A Copa América, que começa na próxima semana, será decisiva para o técnico Tite. Essa é a opinião do ex-jogador Zé Roberto, bicampeão do torneio pela seleção brasileira em 1997 e 1999, em entrevista ao site “Gazeta Esportiva”.

O atual assessor técnico do Palmeiras entende que o treinador da seleção está pressionado no cargo devido à eliminação na Copa do Mundo da Rússia e ao desempenho insatisfatório da equipe nos últimos três amistosos (empate contra o Panamá e vitória sobre República Tcheca e Catar).

Tratando-se de clubes, de seleção, futebol brasileiro é resultado. Se não tiver, sempre tem a pressão por trás esperando o resultado”, disse ao site o ídolo palmeirense, que encerrou a carreira em 2017.

Para Zé Roberto, disputar a Copa América no Brasil é a chance que a seleção e os jogadores têm para recuperar o prestígio no cenário internacional.

Zé Roberto, bicampeão da Copa América pela seleção brasileira e que encerrou a carreira no Palmeiras (Foto: Facebook oficial)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A perspectiva tem que ser grande, principalmente pelo Brasil atuar em solo nacional. A seleção precisa ter uma conquista expressiva. A última aconteceu nas Olimpíadas do Rio. Acho que essa Copa América traz de volta a grandeza do Brasil, a confiança e o prestígio do jogador brasileiro. Então, melhor oportunidade que essa não tem”.

À “Gazeta Esportiva”, o ex-jogador ainda declarou que confia no trabalho de Tite, mas pondera que a permanência do técnico no comando da seleção brasileira dependerá do resultado na Copa América.

“Uma competição importante se inicia agora e com certeza vai ser um xeque-mate para sequência ou parada de trabalho do Tite (...) Quando assumiu, ficou muitos jogos sem perder. Classificou em primeiro nas Eliminatórias e logo depois disputou uma Copa do Mundo, em que a expetativa era vencer, porém não aconteceu e acabou decepcionando a maior parte das pessoas. É um novo trabalho”.

O Brasil joga amistoso contra Honduras no domingo (9), às 16h00, no estádio Beira Rio. A estreia na Copa América acontece na próxima sexta (14), às 21h30, no Morumbi, diante da Bolívia.

LEIA MAIS

Tite convoca Willian para o lugar de Neymar e escolha vira piada na web; veja memes

Andressinha enaltece Copa do Mundo Feminina na França: “Tem a maior visibilidade de todas”