Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Armani deixa percalços da carreira para trás e consolida titularidade na Argentina

Franco Armani é o atual titular da seleção da Argentina e do River Plate. Uma titularidade e confiança que ganhou durante o tempo, em uma carreira de muitos percalços e dificuldaedes.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhida.Formado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo parecido.

Crédito: Divulgação/Facebook Oficial Argentina

Reportagem do Globoesporte.com cronicou a carreira do goleiro argentino, que encontrou o sucesso de um modo bastante diferente do que muitos de sua nação: atuar em outro país sul-americano que não o seu.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Passado difícil

Seu irmão, Leandro Armani, foi atacante mas teve uma carreira sem muito brilho. E foi uma espécie de ‘sparring’ do irmão que o colocava como goleiro em treinos para defender seus chutes, em Casilda, na região de Buenos Aires.

O goleiro teve começo em clubes modestos do futebol da Argentina, como Ferro Carril Oeste e Deportivo Merlo. Sua primeira passagem por um clube de renome, o Estudiantes, não foi frutífera. Para conseguir se manter com os baixos salários, vivia em pensões e pegava carona com colegas.

Sucesso na Colômbia

Boas temporadas no Merlo o levaram a ser contratado pelo Atlético Nacional, clube que defendeu entre 2011 e 2017. Foi pela equipe colombiana que Armani finalmente conseguiu sucesso, com 13 títulos com a camisa verdolaga.

O maior deles foi a Libertadores de 2016. Também vice da Sul-Americana na mesma temporada, o goleiro conseguiu assim espaço no futebol argentino e sua contratação pelo River Plate, onde virou titular absoluto e, mais uma vez, campeão da Libertadores, em 2018

Titular de seleção ‘tardio’

Armani chegou à seleção argentina graças ao sucesso no Nacional e no River. Mas não foi titular logo de cara, apenas conquistando a posição durante a Copa do Mundo da Rússia. Desde então, praticamente não largou a meta Albiceleste.

“A gente confia nele, no Armani, é o nosso goleiro titular. Ele pegou um pênalti (contra o Paraguai) e nos deu a possibilidade de seguir vivos”, disse o técnico argentino, Lionel Scaloni.

LEIA MAIS

Avô de Victor Luís visita treinamento do Palmeiras após desaparecimento