Arthur Cabral se destaca em jogos-treinos e coloca Borja em xeque no Palmeiras

Atacante colombiano sequer foi relacionado para o amistoso contra o Guarani, em Campinas

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Felipão abriu uma disputa sem querer entre Arthur Cabral e Borja pela posição de reserva imediato de Deyverson até o fim da temporada. Em baixa com a torcida, a comissão técnica, e sem convencer, o colombiano tem perdido espaço para o novato, contratado junto ao Ceará no início do ano.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Nos treinos dos últimos dias é possível ver a diferença entre os atacantes. Arthur marcou nos jogos-treinos contra Oeste e Operário, respectivamente no sábado e na última quinta, e ainda quase marcou em Campinas, contra o Guarani. Borja, pelo contrário, foi mal nos jogos-treinos e sequer foi relacionados para o confronto com o Bugre.

A evolução do centroavante brasileiro pode render a posição de reserva imediato e cada vez mais chances no time. Arthur é elogiado sempre que entra em campo, mas não caiu nas graças de Felipão desde o início. Isso porque sua chega não foi um pedido do treinador, já que o acordo entre Palmeiras e Ceará pelo atleta é anterior à contratação do comandantes – que foi contratado em julho de 2018.

Porém, a queda brusca de Borja e as más atuações na intertemporada devem escantear o colombiano à terceira opção do comando de ataque. Vale destacar que a média de gols de Borja é melhor que a de Deyverson, mas a entrega em outros setores desagrada visivelmente a comissão técnica.

Nos últimos dias, em entrevista, o auxiliar Paulo Turra chegou a elogiar o camisa 9 e disse que provavelmente novas oportunidades viriam, mas os treinos da equipe não mostram o mesmo.

Leia mais:
Palmeiras: Moisés ironiza clubes que disseram que fariam “isso e aquilo” na intertemporada: “não tem o que fazer”

Palmeiras quer ritmo do primeiro semestre contra o Inter; Weverton pede Allianz Parque lotado