Ceni fala sobre as saídas de jogadores e ver realidade do Fortaleza no Brasileirão ‘bastante preocupante’

O Fortaleza volta a campo no próximo sábado (13), às 17 horas, para enfrentar o Avaí, na Arena Castelão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Dayvidson Soares
Jornalista, com passagens por Globoesporte.com, Lance! (Craque do Futuro) e Jornal Gazeta de Alagoas. Apaixonado por futebol e boas histórias.
Fortaleza

Crédito: Divulgação/ Fortaleza

A pausa para a Copa América não foi boa para o Fortaleza. Ao contrario de muitos clubes, que usaram o período para se reforçar, o Leão perdeu atletas importantes de seu plantel.

Deixaram o Fortaleza cinco jogadores: Patrick, Matheus Alessandro, Dodô, Júnior Santos e Marcinho. O clube só contratou o meia Mariano Vázquez na parada da Copa América. Em entrevista coletiva, o técnico Rogério Ceni lamentou.

“É preocupante sim, bastante. Nós não esperávamos a saída do Marcinho, é uma venda e não tem o que fazer. A saída do Dodô nós lamentamos. Esperamos que em breve a gente consiga trazer jogadores para ter alterações para fazer durante os jogos”, disse o treinador.

Rogério Ceni afirmou ainda que a sua equipe está pior que antes da pausa para a competição internacional de seleções.

“Infelizmente hoje nós estamos menos prontos do que antes da parada para a Copa América, quando vínhamos de uma sequência de jogos, mas também com mais jogadores para trocar. Uma pena que nós perdemos jogadores que compreendiam o sistema de jogo, que já entendiam, Marcinho e Dodô, desde o ano passado”, afirmou.

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

O Fortaleza volta a campo no próximo sábado (13), às 17 horas, para enfrentar o Avaí, na Arena Castelão, pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Leão é o 14º colocado na competição nacional, com 10 pontos.

LEIA MAIS:

Mercado da bola: Volante do Flamengo deve reforçar o Bahia, dizem sites