Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Parceiro de Renato no rachão, David Braz revela pressão do comandante por gol

Autor do segundo gol do Grêmio contra o Libertad, nesta quinta-feira (25), David Braz enfatizou atenção durante o jogo para aproveitar melhor as oportunidades recebidas

Andressa Fischer
Gaúcha, 22 anos | Escrevo sobre vôlei, futebol feminino e dupla Gre-Nal.

Crédito: RS - FUTEBOL/CONMEBOL LIBERTADORES 2019 /GREMIO X LIBERTAD - ESPORTES - Lance da partida entre Gremio e Libertad disputada na noite desta quinta-feira, na Arena do Gremio, valida pelas oitavas de final da Conmebol Libertadores 2019. FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

A estrela de David Braz brilhou intensamente na noite desta quinta (25) na Arena do Grêmio. Em sua terceira partida vestindo a camisa tricolor, o zagueiro anotou o primeiro gol no novo clube, justamente no confronto decisivo da Libertadores, contra o Libertad.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique aqui e se inscreva!

“Foi trabalhado. A gente sabe que temos jogadores que batem muito bem na bola. Graças a Deus eu fui muito feliz nessa jogada aérea, estando bem atento, bem ligado, sabendo aproveitar a batida do Alisson”, disse sobre o segundo gol gremista.

“Foi uma loucura. O pessoal pensou em sair jogando, não jogar na área, porque estávamos com um a menos. Mas aí eu vi que já tinha muita gente lá atrás”, completou.

Na zona mista da Arena logo após o jogo, o zagueiro-artilheiro se referiu ao gol como um ‘alívio’. Explicando que joga como companheiro de ataque de Renato Gaúcho no rachão, e estava sendo cobrado pelo comandante em virtude da falta de pontaria.

“A comemoração tinha um motivo. Antes da partida fui pressionado pelo Renato. No rachão, sou o atacante do time dele. Estou há quatro rachões sem fazer gol. E, pô, atacante vive de gols. Graças a Deus, coisa que você não esperava, estava como suplente. Mas Deus abençoou de ter a oportunidade. E falei: “Cheguei! Você pediu? Está aí!”. Brincadeiras à parte, estou muito feliz de fazer o gol. Deu para ver a emoção, comemorei com os companheiros, professor, torcida”, explicou.

LEIA MAIS

Nadja Mauad conta que lesões impediram futuro como atleta e fala da repercussão da Copa feminina no Brasil

As melhores notícias de esportes, direto para você