Elia Viviani vence primeira etapa no sprint do Tour de France

Italiano venceu na chegada em Nancy e, de quebra, manteve camisa amarela do companheiro de equipe Julian Alaphilippe

Aldir Junior
Colaborador do Torcedores

Crédito: Viviani comemora vitória na quarta etapa (Foto: ASO / Tour de France)

Pelo segundo dia seguido a equipe Deceuninck – Quick-Step dominou a quarta etapa do Tour de France, nesta terça-feira (09), e faturou a vitória após 213,5 km entre as cidades de Reims e Nancy. O italiano Elia Viviani aproveitou o grande trabalho dos companheiros na embalada final para conquistar seu primeiro triunfo. Sem nenhuma surpresa, Julian Alaphilippe, também da Deceuninck – Quick-Step, manteve a camisa amarela e segue na liderança da classificação geral.

O vento marcou presença, mas não afetou a dinâmica do estágio plano. Michael Schär (CCC), Frederik Backaert e Yoann Offredo (Wanty-Groupe Gobert) saíram na principal fuga do dia e abriram, no máximo, 3’40’’ de vantagem. O pelotão controlou os atletas da frente com destaque para os trabalhos de Maxime Monfort (Lotto Soudal), Tony Martin (Jumbo – Visma) e Yves Lampaert (Deceuninck – Quick-Step).

O pelotão chegou a diminuir a vantagem da fuga para 40’’ ainda com 40 km para o final e diminuiu o ritmo. Foi quando Schär e Backaert atacaram no grupo da frente. Offredo não resistiu e acabou absolvido pelo grupo de elite. No entanto, os escapados foram neutralizados com facilidade.

Com o pelote compacto, as equipes brigaram cabeça por cabeça para posicionar bem seus melhores velocistas, mas apenas a Deceuninck – Quick-Step conseguiu organizar seu trem de embalada. Até mesmo o camisa amarela Julian Alaphilippe ajudou, mas foi o argentino Maximiliano Richeze que foi o último a sair da frente de Elia Viviani. O italiano aproveitou a indecisão dos seus principais adversários e bateu o martelo na linha de chegada.

“Não posso acreditar ainda que venci. Esse era o grande objetivo do ano. Perdemos a primeira chance de vestir a camisa amarela (na primeira etapa, em Bruxelas). Mas eu acho que depois da sensacional jornada de Julian (Alaphilippe) ontem (terça-feira, 08), é um momento em que mudamos. Hoje fizemos um trabalho perfeito, vocês viram como foi o sprint, só preciso agradecer a equipe, eles foram realmente inacreditáveis. Estou muito feliz. Vence no Tour de France significa muito para mim”, declarou Viviani antes de subir ao pódio.

Peter Sagan (Bora – Hansgrohe) ficou encaixotado atrás dos outros velocistas, mas conseguiu passar na quarta colocação e manteve a camisa verde na classificação por pontos. A surpresa ficou por conta do norueguês Alexander Kristoff (UAE – Emirates), que terminou na segunda colocação. Por outro lado, o holandês Dylan Groenewegen (Jumbo – Visma) decepcionou mais uma vez e não conseguiu ser competitivo no sprint.

Todos os favoritos na classificação geral completaram a etapa com o mesmo tempo e não houve mudanças nas primeiras posições na briga pela camisa amarela.

5ª etapa

A organização do Tour de France disse antes do início da prova que esta seria uma das edições mais difíceis de todos os tempos. E para confirmar a tese, a etapa desta quarta-feira (10) promete não dar moleza para os ciclistas. Serão 175,5 km entre Saint-Dié-Des-Vosges e Colmar. Porém, no meio do percurso serão duas subidas de categoria 3 e outras duas montanhas de categoria 2.

L’Etape Brasil

O Tour de France também oferece oportunidades para atletas amadores participarem da prova com a realização do L’Étape pelo mundo. A versão brasileira será disputada em 29 de setembro, na cidade de Campos do Jordão (SP), e terá até 3 mil participantes.

Com a chancela do tradicional Tour de France, o L’Étape Brasil mantém as características de uma parte da corrida francesa. Em 2018, ciclistas de todos os estados brasileiros inscreveram-se na prova, aberta também a atletas amadores.

Classificação da etapa:

1- Elia Viviani (Deceuninck – Quick-Step): 5h09’20’’

2- Alexander Kristoff (UAE – Emirates): m/t

3- Caleb Ewan (Lotto Soudal): m/t

4- Peter Sagan (Bora – Hansgrohe): m/t

5- Dylan Groenewegen (Jumbo – Visma): m/t

Classificação geral:

1- Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick-Step): 14h41’39’’

2- Wout van Aert (Jumbo – Visma): +20’’

3- Steven Kruijswijk (Jumbo – Visma): +25’’

4 – George Bennett (Jumbo – Visma): +25’’

5 – Michael Matthews (Sunweb): +40’’

Classificação por pontos:

1- Peter Sagan (Bora – Hansgrohe): 104 pts

2- Elia Viviani (Deuceninck – Quick-Step): 81 pts

3- Michael Matthews (Sunweb): 75 pts

Classificação de melhor escalador:

1- Tim Wellens (Lotto Soudal): 7 pts

2- Xandro Meurisse (Wanty – Gobert): 3 pts

3- Greg van Avermaet (CCC): 2 pts

Classificação do melhor jovem:

1- Wout van Aert (Jumbo – Visma): 14h41’59’’

2- Egan Bernal (Ineos): +20’’

3- Enric Mas (Deceuninck – Quick-Step): +26’’

LEIA MAIS: JULIAN ALAPHILIPPE VENCE TERCEIRA ETAPA DO TOUR DE FRANCE E ASSUME CAMISA AMARELA