Do asfalto para a montanha: Escolinha de Triathlon promove trilhas com os alunos

Crianças e adolescentes do projeto paranaense fazem caminhadas na natureza para reforçar a consciência ambiental e outros aprendizados.

Flávio Perez
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: On Board Sports

Para quebrar a rotina intensa de corrida e pedalada no asfalto, os novos talentos do triathlon paranaense estão subindo a montanha. A Escolinha de Triathlon Formando Campeões passou a incluir nas atividades deste ano com os alunos algumas trilhas com níveis de dificuldade variados. A intenção é estimular a consciência ambiental e reforçar outros aprendizados da garotada em meio à natureza. A primeira trilha escolhida, em junho, foi a do Pico Itapiroca.

Quinta montanha mais alta do sul do País, com 1.805 m, o Pico Itapiroca tem uma trilha bastante íngreme, com pedras e trechos de difícil acesso. Nada que os alunos de 8 a 13 anos da Escolinha não pudessem encarar.

“As crianças enfrentaram muito bem o percurso e foram o tempo todo à frente do grupo, junto com o Tenente Jean, trilheiro e conhecedor do do local. Alguns militares de eu estivemos na retaguarda até chegarmos ao topo”, conta o treinador Ronaldo Mateus. “A descida foi mais fácil, mas muito perigosa em virrtude das pedras, árvores e outros obstáculos. Foi uma ótima atividade para proporcionar aos alunos a interação com o meio ambiente e fazer com que
cresçam respeitando a natureza. Agradeço ao comandante do Colégio da Polícia Militar do Paraná, o Comandante Major Mendes, por disponibilizar o microônibus, e também ao Tenente Jean pelo convite para a trilha”.

Além da consciência ambiental, as trilhas na montanha desenvolvem os sentidos e reforçam outras habilidades dos pequenos, como a concentração, a paciência, a orientação espacial, o aprendizado criativo e explorador. Além disso, melhora a convivência social. Por isso, outras trilhas devem ser programadas ainda para este ano com os alunos da Escolinha.