Felipão elogia Godoy Cruz e agradece hospitalidade na Argentina: “Espero que sejam tão bem recebidos lá em São Paulo”

O Palmeiras teve problemas na chegada ao país e o treinador afirmou que espera que a equipe adversária seja bem recebida no Brasil

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: O técnico Felipão, da SE Palmeiras, durante desembarque, no Aeroporto Internacional de Buenos Aires (Cesar Greco/Ag. Palmeiras)

Nesta terça-feira (24), o Palmeiras teve um começo de jogo difícil, mas se recuperou e acabou empatando o jogo contra o Godoy Cruz pela ida das oitavas da Copa Libertadores. O time chegou à Argentina em mau momento dentro de campo, que piorou após o voo arrematar duas vezes na chegada ao país vizinho.

Em entrevista coletiva, Felipão concluiu agradecendo a hospitalidade na Argentina. “Obrigado vocês de Mendoza pela recepção e pela forma que nos trataram. Espero que sejam tão bem recebidos lá em São Paulo”, afirmou o treinador do Palmeiras.

O treinador do Palmeiras elogiou o desempenho do Godoy Cruz no jogo de ida do confronto. “Saiu jogando muito bem. Fez o primeiro gol, o que fez com que nossa equipe ficasse mais perturbada. Logo depois, em novo contra-ataque, fez o segundo. Aquilo que imaginávamos de velocidade e trabalho de proteção que faz o Morro, aconteceu. Conseguimos o nosso gol, mas não ainda a superioridade. Depois do pênalti, as coisas ficaram mais iguais. No segundo tempo, quando mudamos uma coisa de marcação, ficou mais igual. Foi um resultado que, para nós, saiu bem pelo início da partida que não foi boa”, disse Felipão.

Sobre o estilo de jogo do Godoy Cruz

“São jovens, têm velocidade e vontade. Não me surpreendeu, imaginávamos que seria isso. Não imaginávamos determinadas situações, o o pênalti foi um balão, um chute para frente. Nós demos o espaço que os jogadores jovens do Godoy Cruz precisavam. Depois fomos encontrando um pouquinho mais quando mudamos o esquema tático. Mas é uma equipe jovem, disposta, bem organizada, não tendo uma jogada definida, joga a bola no centroavante que é muito esperto, passa o tempo todo se agarrando no zagueiro. Acho que vamos ter dificuldades em casa também. É uma boa equipe a do Godoy. Quem veio aqui jogar foi o Grêmio, ganhou, o Atlético Mineiro, empatou. Libertadores é assim. Para ganhar a Libertadores, muitas vezes, tem que sofrer em determinados resultados e mudar algumas coisas na equipe”, comentou Felipão.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

LEIA MAIS:

Felipão afirma que Gómez “se perturbou” em lance de pênalti e ressalta importância de defesa de Weverton