Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Gabriel Jesus deve receber punição severa por gesto ofensivo na final da Copa América; veja possíveis penas

Atacante da Seleção recebeu o segundo cartão amarelo após falta em Zambrano, do Peru, e ‘explodiu’ na saída do gramado

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.

Foto: Jesus

O ato explosivo de Gabriel Jesus ao ser expulso da final da Copa América após receber o segundo cartão amarelo por falta em Zambrano, do Peru, deve render uma severa punição ao atacante da Seleção Brasileira, segundo publicou o blog Lei em Campo, do UOL.

O jogador deixou o gramado do Maracanã fazendo o tradicional gesto de ‘roubo’ e deferiu socos no banco de reservas e até mesmo na plataforma do árbitro de vídeo (VAR).

Mesmo se não tiver sido relatado na súmula, as imagens são registradas e renderão julgamento ao atleta, que pode pegar suspensão e multa.

O blog utilizou o exemplo da expulsão de Neymar na Copa América de 2015 para explicar o ato de Jesus. Na ocasião, o então jogador do Barcelona também acabou expulso após o apito final por confusão com jogadores da Colômbia, pegou quatro jogos de suspensão e uma multa no valor de R$10 mil.

Segundo o advogado desportivo Jean Nicolau, em entrevista ao Lei em Campo, Jesus feriu dois artigos do Código Disciplinar da Conmebol. O número 7, que fala em membros, associações e jogadores agindo “a todo momento com respeito e estrita observância aos princípios da lealdade, integridade e esportividade”.

O número 12 trata do cometimento de infrações contra os oficiais de jogo, no caso de Jesus, o árbitro. “Seja por parte de um jogador ou por qualquer oficial, poderão ser impostas as sanções disciplinares que são descritas a seguir: a) Suspensão de no mínimo duas partidas ou por um período de tempo determinado por conduta antiesportiva contra um oficial de jogo levando em consideração a gravidade da falta.”

A tendência é que uma decisão sobre o ato de Gabriel Jesus seja tomada já na próxima sessão do Tribunal. Uma possível suspensão será cumprida na Copa América 2020, disputa na Argentina e na Colômbia, já que não haverá competição entre seleções até lá.

Leia mais:
Grêmio é absolvido pelo STJD em caso de racismo contra o Fluminense