Galvão Bueno tentou evitar demissão de Mauro Naves da Globo duas vezes, diz jornal

Envolvimento no caso Neymar acabou custando o emprego do jornalista após mais de três décadas de serviços prestados na emissora carioca

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com, trabalho como setorista do Botafogo e futebol nordestino

Crédito: Reprodução

Referência no jornalismo esportivo da Globo, o narrador Galvão Bueno conversou com a direção global para tentar evitar a demissão do jornalista Mauro Naves, em função da sua ligação no caso Neymar. O repórter acabou sendo desligado na última segunda (8), após 31 anos de trabalho na emissora. As informações são do jornal Gazeta do Povo.

Segundo a publicação, Galvão tentou intervir duas vezes durante a Copa América solicitando a permanência do companheiro de trabalho. Apesar da alegação de que Mauro tinha muitos serviços prestados à casa, o experiente narrador ouviu a negativa da direção, que afirmou que o repórter preferiu fazer a intermediação de um acordo no caso Neymar do que propriamente dar o furo de reportagem sobre a acusação de um suposto estupro movida contra o jogador.

Ainda de acordo com o jornal, a emissora ainda deixou claro a Galvão Bueno que havia fatos mais graves que motivaram a demissão. Sem insistir mais, o narrador acabou acatando a decisão dos seus superiores.

O posicionamento da emissora revoltou outros profissionais mais experientes da emissora. Entre eles, o repórter Eric Faria. Segundo a reportagem, em um grupo de Whatsapp, alguns jornalistas até se propuseram a criar um motim contra a decisão, mas o fato não avançou.

LEIA MAIS:

Villani relembra tempos de Fox Sports: ‘Eu não gostava da palhaçada, mas aprendi a respeitar’

Record desiste de Ivan Moré e não contratará ninguém para o núcleo esportivo, diz colunista

Ex-repórter da Globo se revolta com demissão de Mauro Naves: “É um absurdo”