Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Glenda Kozlowsky rebate fama de ‘Galvoa’ e conta que foi convidada para narrar na Copa; saiba mais

Glenda Kozlowski deu a volta por cima na Globo e hoje comanda uma das atrações principais do SporTV: o “Tá na Área”. A apresentadora contou na entrevista ao UOL sobre a experiência traumática na Rio 2016

Andressa Fischer
Gaúcha, 22 anos | Escrevo sobre vôlei, futebol feminino e dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/Twitter

Sucesso como apresentadora do Esporte Espetacular, Glenda Kozlowski virou uma aposta da Globo na Rio 2016, como a primeira narradora da emissora. Mas a experiência da jornalista narrando a ginástica artística na olimpíada não foi das melhores, e acabou ficando apagada na emissora.

A maneira entusiasmada de Glenda narrar, acabou virando piada na web entre os internautas, que apelidaram a apresentadora de ‘Galvoa’.

CONMEBOL Sul-Americana, Serie A Italiana, Ligue 1 Francesa, além de acompanhar também as emoções da Série C do Brasileirão e muito mais, em HD e em diversos dispositivos. Acompanhe tudo pelo DAZN por R$ 37,90 por mês após os primeiros 30 dias grátis.

“Tive que fazer muita fono para mudar a minha voz. Para quem queria trabalhar com televisão, não dava, era insuportável. Tive que trabalhar muita coisa para estar aqui. Eu sou muito dedicada”, afirmou sobre o convite para virar a primeira narradora da Globo.

“Não só quase pensei em largar (a cobertura), eu falei: ‘eu não vou fazer mais’. Tirei minha credencial, coloquei na mesa e fui embora. Pensei: ‘Não quero mais passar por isso, não preciso mais passar por isso’. O meu diretor, o Renato Ribeiro, e a minha editora-chefe do Esporte Espetacular na época, Rosane Araújo: ‘Você não pode fazer isso’. ‘Eu não vou fazer, não preciso passar por isso, eu me dedico muito a tudo o que eu faço, vou virar pirada agora? Eu não, eu sou muito séria com as minhas coisas, me deixa apresentando o Esporte Espetacular, eu sou repórter, essa é minha quarta Olimpíada'”, disparou sobre as críticas que recebeu na época da olimpíada.

Após o término da competição, Glenda acabou ficando na geladeira da Globo, gerando um burburinho quando ao rebaixamento da apresentadora dentro do quadro de funcionários da emissora. Mas voltou no seguinte, para apresentar o boletim das olimpíadas de inverno todas as noites no canal.

Clique aqui para ler a entrevista completa de Glenda Kozlowski ao UOL!

E o sucesso no comando do quadro, fez a emissora colocar a apresentadora em uma nova atração no ano seguinte: o ‘Matrioskas’, fazendo um esquenta para a Copa da Rússia, junto com as mães de Neymar, Gabriel Jesus e Fernandinho.

“Acabei de fazer uma Copa do Mundo, fiz ‘Matrioskas’ em horário nobre. Carácoles, não estou acreditando que estão olhando dessa maneira. Criou-se um movimento tão grande que as pessoas me paravam na rua e falavam ‘Poxa, não vai embora da Globo’. Gente, eu não fui embora”, diz.

A apresentadora ainda contou que foi convidada pela emissora para narrar a a Copa do Mundo, porém recusou o convite; segundo ela, a narração exige demais.

“Eu não sei narrar futebol. Existe uma técnica. Senão, não estariam aí Galvão, Luis Roberto, Luiz Carlos Jr.. Vou ter que treinar uns cinco anos para isso. Eu sei o que quero, e não quero narrar futebol. Eu adoro cobrir futebol, mas para narrar você tem que estar preparado para aquilo. Isso significa que outras mulheres não possam fazer? Já tem mulheres fazendo isso e eu acho incrível”, diz.

LEIA MAIS

Jogadoras dos EUA são recebidas com festa no aeroporto após tetra da Copa do Mundo; assista