Ighalo, da Nigéria, fica com artilharia isolada da Copa Africana de Nações 2019

Ighalo marcou quatro vezes e foi artilheiro isolado da edição 2019 do torneio continental

Paulo César Desidério Costa
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Reprodução/Twitter CAF

O Nigeriano Odion Ighalo foi o artilheiro da Copa Africana de Nações 2019, disputada no Egito. O atacante de 30 anos, que defende o Shangai Shenhua, da China, conquistou a chuteira de ouro do torneio de forma isolada com 5 gols marcados.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Ighalo, que disputou todas as partidas da Nigéria na competição, deixou sua marca contra Burundi na primeira fase e contra Camarões (duas vezes), Argélia e Tunísia ao longo do mata-mata. O último tento, aliás, garantiu o terceiro lugar para a seleção nigeriana na edição 2019 da Copa Africana de Nações. Desde a edição de 2013 o artilheiro não marcava quatro gols. Naquela oportunidade, o torneio foi sediado na África do Sul e o ganês Wakaso Mubarak empatou com o nigeriano Emmanuel Emenike, com ambos tendo alcançando a marca.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Futebol de graça e ao vivo por 1 mês? Conheça o DAZN Brasil!

Logo atrás de Ighalo, quatro atletas ficaram empatados na vice-artilharia. Os argelinos Adam Ounas (Napoli) e Riyad Mahrez (Manchester City), o congolês Cédric Bakambu (Beijing Guoan) e o senegalês Sadio Mané (Liverpool) anotaram três gols cada um. A Copa Africana de Nações 2019 terminou com 101 gols marcados e média de 1,94 gols por partida. Além do líder e dos quatro vice-líderes da estatística, outros 15 atletas marcaram dois gols, 50 jogadores marcaram um gol e quatro gols-contra foram registrados. A maior goleada do torneio foi aplicada pelo Congo, quando venceu a seleção de Zimbabwe por 4 a 0, em jogo da terceira rodada do grupo A.

Além de ter se sagrado campeã do torneio pela segunda vez em toda a história, a seleção argelina foi a dona do melhor ataque nesta Copa Africana de Nações. As raposas do deserto marcaram 13 gos em toda a competição. O título de melhor defesa ficou com duas seleções. Egito e Marrocos sofreram apenas dois gols cada, mas é válido ressaltar que as duas seleções caíram mais cedo. Os donos da casa foram eliminados para a África do Sul nas oitavas de final, enquanto os marroquinos caíram na mesma fase diante da seleção de Benim.

LEIA MAIS

Argélia faz gol cedo, segura Senegal e conquista o bi da Copa Africana de Nações

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?