Julian Alaphilippe vence terceira etapa do Tour de France e assume camisa amarela

A camisa amarela do Tour de France tem um novo dono. Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick-Step) não deu chance aos adversários e lançou um ataque fulminante nos 16 km finais para vencer a terceira etapa, de 215 km entre Binche e Épernay, nesta segunda-feira (08). De quebra, o francês assumiu a liderança da classificação geral com 20 segundo de vantagem para Wout van Aert (Jumbo – Visma).

Aldir Junior
Colaborador do Torcedores

Crédito: Alaphilippe comemorou vitória e liderança na classificação geral (Foto: ASO / Tour de France)

Depois de dois dias na Bélgica, o primeiro estágio a entrar em território francês foi marcado pela emoção até os últimos metros. Foram três subidas de categoria 3 nos 30 km finais da prova e uma chegada numa rampa com 500 metros de extensão e 8% de inclinação.

Destaque também para Tim Wellens (Lotto Soudal), que saiu na fuga e passou na primeira colocação em todas as metas de montanha do dia. Com isso, o belga soma sete pontos e ultrapassa o compatriota Greg van Avermaet (Jumbo – Visma) na briga pela camisa branca com bolinhas vermelhas.

No entanto, Wellens não suportou o ataque de Alaphilippe após a subida do Côte de Mutigny, com 16 km para o final, e o francês seguiu sozinho na frente. No pelotão, o então detentor da camisa amarela, Mike Teunissen (Jumbo – Visma), não conseguiu acompanhar o ritmo dos demais e chegou quase 5 minutos depois do atleta da Deceuninck – Quick-Step.

O pelotão não conseguiu se organizar para buscar Alaphilippe e o primeiro grupo só chegou 26 segundos após o francês, com Michael Matthews (Sunweb) e Jasper Stuyven (Trek – Segafredo) faturando os bônus de 6’’ e 4’’ das segunda e terceira colocações.

No entanto, houve uma quebra no grupo dos favoritos ao título, com Egan Bernal (Ineos) e Thibaut Pinot (Groupama – FDJ) passando com o mesmo tempo de Matthews e Stuyven. Já todos os demais perderam cinco segundos para o colombiano e o francês.

“Sabia que essa etapa era favorável para mim. Consegui evitar as armadilhas e me senti bem, então acelerei na subida de Mutigny, mas não achei que iria sozinho. Eu dei tudo. Ouvi dizer que tinha 30 ou 40 segundos de vantagem. É difícil satisfazer as expectativas de ser o favorito, mas consegui. O prazer é todo meu”, disse Julian Alaphilippe logo após a vitória na etapa.

4ª etapa

A quarta etapa do Tour de France, nessa terça-feira (09), terá 213,4 km entre as cidades de Reims e Nancy. O percurso será plano, com uma pequena subida de categoria 4 com seis quilômetros para o final, que pode ter influencia para alguns velocistas. No entanto, a expectativa é que a chegada seja disputada pelo pelotão.

L’Etape Brasil

O Tour de France também oferece oportunidades para atletas amadores participarem da prova com a realização do L’Étape pelo mundo. A versão brasileira será disputada em 29 de setembro, na cidade de Campos do Jordão (SP), e terá até 3 mil participantes.

Com a chancela do tradicional Tour de France, o L’Étape Brasil mantém as características de uma parte da corrida francesa. Em 2018, ciclistas de todos os estados brasileiros inscreveram-se na prova, aberta também a atletas amadores.

Classificação da etapa:

1- Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick-Step): 4h40’29’’

2- Michael Matthews (Sunweb): +26’’

3- Jasper Stuyven (Trek – Segafredo): +26’’

4- Greg van Avermaet (CCC): +26’’

5 – Peter Sagan (Bora – Hansgrohe): 26’’

Classificação geral:

1- Julian Alaphilippe (Deceuninck – Quick-Step): 9h32’19’’

2- Wout van Aert (Jumbo – Visma): +20’’

3- Steven Kruijswijk (Jumbo – Visma): +25’’

4 – George Bennett (Jumbo – Visma): +25’’

5 – Michael Matthews (Sunweb): +40’’

Classificação por pontos:

1- Peter Sagan (Bora – Hansgrohe): 76 pts

2- Michael Matthews (Sunweb): 59 pts

3 – Sony Colbrelli (Bahrain – Merida): 54 pts

Classificação de melhor escalador:

1- Tim Wellens (Lotto Soudal): 7 pts

2- Xandro Meurisse (Wanty – Gobert): 3 pts

3- Greg van Avermaet (CCC): 2 pts

Classificação do melhor jovem:

1- Wout van Aert (Jumbo – Visma): 9h32’39’’

2- Egan Bernal (Ineos): +20’’

3- Enric Mas (Deceuninck – Quick-Step): +26’’