Pan 2019: Caio e Nory fazem dobradinha inédita na Ginástica Artística em Jogos Pan-Americanos

Caio Souza e Arthur Nory entraram para a história após conquistaram a dobradinha com ouro e prata no individual geral na Ginástica Artística no Pan 2019

Junior Azevedo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina, fanático por futebol e torcedor do Londrina Esporte Clube.

Crédito: Caio e Nory fazem dobradinha na Ginástica Artística no Pan 2019. Foto: Reprodução/COB

O Brasil teve uma dobradinha inédita na Ginástica Artística em Jogos Pan-Americanos, no Pan 2019, em Lima, no Peru. Os ginastas Caio Souza e Arthur Nory foram ouro e prata, respectivamente, na prova do individual geral. Com uma atuação de gala, os brasileiros entraram para a história do esporte na história dos pans. A melhor colocação de um ginasta brasileiro, nesta prova, havia sido o quarto lugar, em Toronto 2015, conquistado pelo próprio Caio Souza.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Após o ouro por equipes, conquistado no domingo (28), os brasileiros voltaram ao pódio na prova que define o ginasta mais completo do circuito Pan-Americano. Com 83,500, Caio Souza garantiu a medalha dourada, seguido por Arthur Nory que conquistou a prata após somar 82,950. Com 82,200, o canadense Cory Paterson completou o pódio com a medalha de bronze.

Muito emocionado, o ginasta Caio Souza teve uma conquista especial após ter passado por uma cirurgia no tornozelo há pouco mais de dois meses que, quase o tirou do Pan 2019. Após receber a medalha dourada no peito, o brasileiro agradeceu a comissão técnica e médica da seleção brasileira por ter chegado bem aos jogos.

“Foi um alívio. Foram dois meses e meio desde a minha cirurgia (no tornozelo). Eu achei que não pudesse estar aqui. Tudo que passei, de fortalecimento, tudo o que ralei para estar aqui… Nem sei o que falar, só agradecer a todo mundo. A gente só põe para fora o trabalho de muita gente. Eu gostaria de agradecer e muito a minha comissão técnica e médica por ter acreditado na minha recuperação até o fim. Esse ouro também é de vocês”, comentou o ginasta

Caio Souza e Arthur Nory ainda podem conquistar mais medalhas. Nory participará de mais três finais, no solo, nas barras paralelas e fixas. Já Caio disputará o ouro nas barras paralelas e nas argolas. Os ginastas já iniciam a busca por medalhas já nesta terça (30), a partir das 15 horas (de Brasília)

PONTUAÇÃO OFICIAL: FINAL INDIVIDUAL

Caio Souza (BRA)13,600 (Solo)12,950 (Cavalo)14,250 (Argolas)14,600 (Salto)13,700 (Paralelas)14,400 (Barra Fixa)83,500 (Total)
Arthur Nory (BRA)14,050 (Solo)12,950 (Cavalo)13,050 (Argolas)14,650 (Salto)13,850 (Paralelas)14,400 (Barra Fixa)82,950 (Total)
Cory Paterson (CAN)13,650 (Solo)13,050 (Cavalo)13,350 (Argolas)14,050 (Salto)14,350 (Paralelas)13,750 (Barra Fixa)82,200 (Total)

LEIA MAIS

Pan 2019: confira o quadro de medalhas atualizado

Taekwondo: Milena Titoneli leva o ouro, Ícaro Martins é prata e Brasil fecha campanha histórica na modalidade no Pan 2019 com sete medalhas

Pan 2019: Confira os resultados do Brasil nesta segunda-feira (29)