Parceiro de Neymar que falsificou documentos na base do Santos trabalha com garotos em equipe, afirma jornal

Antigo parceiro de ataque de Neymar no Santos falsificou documentos na base e passa a trabalhar com garotos da Portuguesa Santista

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Arquivo Pessoal

Talvez você não conheça Davi Lessa da Silva. Se deixar, nem mesmo do apelido dele você se lembra: Karioka. O ex-atleta, porém, poderia ter surgido no futebol junto com uma estrela. Ele foi o primeiro parceiro de ataque de Neymar nas categorias de base do Santos. Sua história, porém, seguiu caminhos bem mais tortuosos.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

A Folha de S. Paulo, neste domingo (14), publicou uma extensa reportagem sobre o caso. Em 2006, quando já tinha destaque nas categorias de base do Santos e já era parceiro de Neymar, o jornal Lance! publicou matéria afirmando que o atleta era gato. Ou seja: ele falsificou documentos para ter documentação de um atleta mais jovem. Também mudou seu nome: Eudeir Chagas Durval.

Depois da descoberta, Davi, ainda, teve oportunidades em alguns times. Volta Redonda, Canedense, Santa Helena, Marília e Portuguesa Santista. E foi a Briosa que, hoje, é a responsável pela volta dele ao futebol.

A equipe da Baixada Santista contratou Karioka para ser auxiliar técnico da categoria Sub-15. O curioso é que ele não é remunerado para isso. Sua forma de ganhar dinheiro são convites para palestrar contando sua história para casais e jovens de igrejas evangélicas.

Neymar

Antigo parceiro de Neymar, o astro falou em 2012, em uma entrevista à rádio Estadão/ESPN, sobre o antigo companheiro. “Ele fazia a diferença para o Santos. Acho que, se tivesse um pouco mais de chances, ele viraria um grande jogador”, destacou.

LEIA MAIS
Em entrevista, pai de promessa da base do Santos reclama de humilhação: “Me liga falando que não tem ninguém no CT”
Vice-campeão da Champions League, Lucas Moura visita CT de Cotia e vê jogos das categorias de base do São Paulo
Agora no Real Madrid, Rodrygo pensa em fazer projeto social em Osasco; escolinha de futebol será inaugurada em breve