Peres cogita volta de Marta ao Santos e promete investimento pesado no futebol feminino

Os principais clubes brasileiros estão pensando com mais carinho no futebol feminino, e um dos pioneiros na modalidade no Brasil, o Santos promete investir ainda mais na equipe e cogita a volta de Marta ao clube

Andressa Fischer
Gaúcha, 21 anos. Vôlei | Futebol Gaúcho | Flamengo
marta-copa-jogo-contra-australia

Marta passou pelo Santos entre 2009 e 2011, e entre idas e vindas conquistou uma Libertadores e uma Copa do Brasil. Pelo clube paulista, a atacante da seleção brasileira disputou 27 jogos e marcou 23 gols.

“Tem sim. Tem essa possibilidade”, disse sobre um possível retorno da maior artilheira das Copas de todos os tempos.

CONMEBOL Sul-Americana, Serie A Italiana, Ligue 1 Francesa, além de acompanhar também as emoções da Série C do Brasileirão e muito mais, em HD e em diversos dispositivos. Acompanhe tudo pelo DAZN por R$ 37,90 por mês após os primeiros 30 dias grátis.

“Estamos procurando patrocinadores e algumas empresas do bem, porque tem que investir, porque isso dá resultado”, afirmou Peres sobre investir mais na equipe feminina.

A partida de ida da final do Brasileirão no ano passado entre Corinthians x Santos chegou a dar mais público na Vila Belmiro do que o time masculino havia conseguido até então: 13.867 contra 13.488 do recorde anterior.

Peres ainda ressaltou que é preciso investir também em centro de treinamentos e alojamentos de qualidade, não somente em jogadoras. E lamentou o fato de muitas jogadoras atuarem por amor à camisa o que é “meio fora de moda hoje no futebol brasileiro, no futebol do mundo”, já que acabam ficando sem receber por meses.

Marta joga ao lado de Alex Morgan nos Estados Unidos

Atualmente Marta joga pelo Orlando City, ao lado de Alex Morgan – campeã da Copa da França pelos EUA e artilheira com seis gols.

LEIA MAIS

Globo alcança mais de 150 milhões de pessoas com a transmissão da Copa feminina e da Copa América

Rapinoe brilha em discurso na festa do título dos EUA em Nova York

Copa do Mundo feminina quebra mais um recorde e final supera audiência de 2018