Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Presidente do Barcelona vê Coutinho “fundamental” e admite interesse em Griezmann, mas pondera: “Outra coisa é ele vir”

Mandatário do clube catalão destacou importância do meia brasileiro e negou que já tenha um acordo pelo atacante francês

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Maja Hitij/Getty Images

Enquanto a imprensa espanhola já crava o acerto do francês Antoine Griezmann com o Barcelona, o presidente do clube catalão, Josep Maria Bartomeu, admitiu que existe o interesse no jogador, mas fez questão de deixar claro em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (5), antes da apresentação de De Jong, que ainda não tem nenhum acordo com o Atlético de Madrid ou com o próprio atacante.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Ontem (quinta-feira, dia 4) houve uma reunião entre Óscar Grau (diretor executivo do Barcelona) e Miguel Ángel Gil (dirigente do Atlético de Madrid) e eles conversaram sobre isso. Foi o primeiro contato entre os clubes. Repito, o primeiro contato”, disse o mandatário do clube catalão, explicando que o anúncio antecipado de Griezmann nada tem haver com um “pré-acerto” com o Barcelona.

Bartomeu falou ainda sobre o fato do francês ter recusado jogar no Barcelona na temporada passada e renovar com o Atlético de Madrid na ocasião, mesmo quando sua contratação já era dada como certa. “Acontece, não é a primeira vez. Lembro-me dos casos de Fàbregas e Henry, que em uma temporada disseram que não vinham e na seguinte vieram. É normal no mundo do futebol. As situações são diferentes de um ano para o outro, mas isso não significa que ele vem. Há interesse, sim. Outra coisa é ele vir.

Sobre Philippe Coutinho, especulado para ser envolvido na negociação pelo retorno de Neymar, Bartomeu foi breve. “Fizemos uma aposta muito forte nele. É um jogador fundamental para Valverde. Torço para que faça uma boa final (de Copa América), que vença e tenha boas férias.”

SAÍDA DE JORDI MESTRE (EX-VICE-PRESIDENTE):

Dois dias atrás nós comemos juntos e ele disse que queria ir embora. Ele deu várias razões, uma delas por discrepâncias com a área de futebol do Conselho de Administração. Houve também cansaço. Entendi suas razões. Tem muitas coisas. Agora eu assumo essa responsabilidade (negociações), como fiz em outras ocasiões. Estou acostumado. Quero fazer isso porque já fiz cinco anos atrás, quando Sandro Rosell era presidente. Sei como é o mercado, é algo de que gosto.

LEIA MAIS:
Presidente do Barcelona sobre Neymar: “Sabemos que o PSG não quer que ele saia, portanto, não há nada”