Rafael Nadal se mantém firme, vence pedreira australiana e avança em Wimbledon 2019

Após mais de 3 horas de partida o espanhol Rafael Nadal venceu por 3 sets a 1 Nick Kyrgios, avançando assim para a terceira rodada na grama sagrada de Wimbledon.

Lucas Calegari
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Simon Bruty/Reprodução-Instagram

Um touro, tem por obrigação ser forte, e o “Miúra” provou mais uma vez sua grandeza. Rafael Nadal não teve vida fácil, longe disso. Mas teve categoria, frieza e claro, muita força, para superar as adversidades (dentre elas provocações) e vencer a partida por 3 sets a 1.

 

Primeiro set:

Rafael Nadal começou arrasador, logo no primeiro game de serviço do australiano conseguiu a quebra de saque e abriu 3-0.

A partir daí foi só administrar os games de serviço, pois o trabalho já estava feito. Vitória no set por 6/3 em rápidos 29 minutos.

Deu a impressão para alguns, que o jogo seria um atropelamento. Mas…

 

Segundo set:

O início da segunda parcial foi totalmente o oposto da primeira. Desta vez Nick Kyrgios quebrou Rafael Nadal logo de cara e conseguiu abrir 3-0.

O australiano que tem por característica ser bem irreverente e encrenqueiro, foi ousado e sacou por baixo, curtinha, para fechar o quinto game do set (4-1). Só para implicar com o seu rival.

Rafael Nadal respondeu muito bem a isso quebrando o game de saque seguinte do australiano (4-3). Mas quando sacou para empatar o set, viu um Kyrgios extremamente habilidoso. O autraliano jogou demais e voltou a quebrar o saque do Touro Miúra.

Foto: Simon Bruty/Reprodução-Instagram

No game seguinte Kyrgios manteve o alto nível e com a ajuda do seu décimo ace na partida (contra nenhum de Rafael Nadal até o momento) venceu o set. Parcial também de 6/3.

 

Terceiro set:

O jogo passava a ser uma melhor de três sets, quem vencesse dois primeiro, avançava para a terceira rodada de Wimbledon.

Com isso o equilíbrio tomou conta, e já nos games iniciais dava para perceber que teríamos um set longo, provavelmente com tie-break.

Não deu outra, cada um dos atletas foi confirmando seu saque, ora com mais dificuldade, ora com menos.

Chegamos assim ao primeiro tie-break da partida. Momento que naturalmente já é tenso, imagine num jogo cercado de rivalidade, provocações, discussões com a arbitragem e altíssimo nível de ambos os lados.

Rafael Nadal começou sacando e convertendo isso em ponto. E também foi o primeiro a pontuar no saque do adversário. No tie-break isso é fundamental. Resultado, o touro Miúra segurou a vantagem até o final e fechou o game decisivo em 7-5. Vencendo mais um set, desta vez com parcial 7/6 (5).

 

Quarto set:

O australiano começava o quarto set pressionado, tinha que vencer, se não era voltar para casa.

E o jogo continuou num nível altíssimo. Os dois faziam jogadas maravilhosas, de encher os olhos, para todo tipo de gosto, teve passada, “smash”, bola vencedora no “forehand”, no “backhand”, o que você puder imaginar. Valeu a pena para quem comprou o bilhete para ir assistir os jogos de hoje.

O equilíbrio se manteve superior mais uma vez e isso nos levou para mais um tie-break.

Kyrgios começou sacando e logo de cara deu um presente para Rafael Nadal. Tinha o ponto ganho, foi dar um smash bem fácil e errou. Jogou a bola na rede. Um erro desses, logo contra um dos maiores tenistas da história, costuma ser fatal.

Rafael Nadal abriu 3-0 no game decisivo e depois só administrou. Fechando o quarto set com parcial de 7/6 (3). Vitória suada, sofrida e muito comemorada pelo touro Miúra que alcançou uma grande marca, agora ele tem 50 vitórias em Wimbledon na sua carreira.

Foto: Tim Clayton/Reprodução-Instagram

 

E agora Wimbledon?

Rafael Nadal segue em busca do seu terceiro título no solo sagrado de Wimbledon. Na próxima fase vai enfrentar outra pedreira, o francês Jo-Wilfried Tsonga, ex-TOP 5 do Mundo. O confronto será no próximo sábado (06), com horário a definir.

Nick Kyrgios agora vai focar todas as suas forças nas chaves de duplas.

 

Leia mais: Bia Haddad Maia não joga bem e é derrotada por sensação jovem inglesa em Wimbledon 2019

Resumão da Copa do Mundo de Futebol Feminino: saiba tudo o que aconteceu nas semifinais