No Cruzeiro, Raniel perdeu mais de 25% dos jogos por lesão; São Paulo também sofre com contusões

Raniel perdeu quase 27% dos jogos do Cruzeiro por contusões; no São Paulo, atleta busca reverter sina pessoal e do clube

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Twitter/Reprodução

A contratação de Raniel pelo SPFC foi concretizada na última sexta-feira (05). O atleta chega para preencher a vaga de “camisa 9” pedida pelo técnico Cuca. Ele, porém, possui um problema muito conhecido pela torcida tricolor. Raniel já teve uma série de problemas com contusões, algo comum no São Paulo nos últimos tempos.

De 2017 para cá, quando estreou na equipe principal do Cruzeiro, o atleta teve seis lesões. Raniel já teve problemas no joelho direito e, também, na coxa – e isso será um desafio para o São Paulo. Na realidade, apenas uma delas aconteceu por problema no joelho, a primeira das lesões.

As outras cinco contusões aconteceram nas coxas. Todos os problemas físicos, por sinal, foram musculares. O mais dramático deles aconteceu em um importantíssimo jogo. Na final da Copa do Brasil de 2017, com cinco minutos de jogo, o atleta sentiu o músculo posterior das duas coxas. Raniel, agora no São Paulo, foi substituído de imediato na ocasião. A Raposa sagrou-se campeã do certame ante o Flamengo, mesmo com o imprevisto.

Números e histórico

Ao todo, de 2017 para cá, Raniel perdeu 48 jogos por lesão. No período, o Cruzeiro fez 179 partidas. Ou seja: o atleta perdeu quase 27% das partidas que a Raposa fez por conta de problemas físicos. Os números foram levantados pelo repórter Pedro Nascimento, do portal Gazeta Esportiva.

Raniel, então, chega no São Paulo, clube que criticado pela própria torcida por conta do alto número de lesões. Arboleda, Hernanes, Marquinhos Calazans e Pablo são alguns dos nomes que sofrem com contusões no Tricolor.

LEIA MAIS
Com um dia de atraso após problema em vôo, Arboleda volta ao Brasil e se reapresenta ao São Paulo
Apesar de reconhecer má fase, Amoroso elogia diretores do São Paulo: “Raí e Lugano são capazes de escolher bem”
Com São Paulo em crise, clube espera receber quase R$ 41 milhões de débitos relativos a cinco transferências