Rodrigo Santana aposta em bons números do setor ofensivo do Atlético para vencer o clássico

O Galo tem bom aproveitamento quando Luan, Cazares e Chará jogaram juntos

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Bruno Cantini/CAM/divulgação

O Atlético faz os últimos ajustes para encarar o Cruzeiro, no Mineirão, quinta-feira (11), às 20h, no primeiro clássico das quartas de finais da Copa do Brasil. Para o duelo de muita rivalidade, Rodrigo Santana conta com o bom desempenho do trio formado por Luan, Cazares e Chará. Quando os três estiveram em campo, o Galo sustenta o aproveitamento de 61,5%.

Apesar do bom aproveitamento, um fato interessante é que dos 39 compromissos do Galo em 2019, Luan, Cazares e Chará jogaram juntos em apenas 13. O aproveitamento é de sete vitórias, três empates e três derrotas.

Para o clássico de quinta-feira, Rodrigo Santana não faz muitos mistérios e a grande expectativa é que a equipe seja formada com Victor; Patric, Réver, Igor Rabello e Fábio Santos; Zé Welison; Luan, Elias, Cazares e Chará; Alerrandro.

Caso isso se confirme, a única mudança em relação ao time que encarou o São Paulo antes da parada para a Copa América seria a entrada de Zé Welison na vaga de Adílson. Contra o Tricolor Paulista, o embate terminou empatado por 1 a 1.

Ainda na atividade, Rodrigo Santana testou o volante Ramón Martínez, o meia Otero e o atacante Geuvânio, além do experiente Ricardo Oliveira.

LEIA MAIS:

DIRIGENTE DO GALO DIZ QUE LIMINAR CONSEGUIDA POR FRED PODE RESULTAR EM REBAIXAMENTO AO CRUZEIRO