Tetracampeã! Estados Unidos vencem a Holanda por 2 x 0 e conquistam mais uma Copa do Mundo de Futebol Feminino

Com autoridade e gols de Rapinoe e Lavelle, os Estados Unidos vencem a Holanda por 2 x 0, e ficam com a taça da Copa do Mundo de Futebol Feminino em 2019.

Lucas Calegari
Colaborador do Torcedores

Crédito: Getty Images

Com uma partida segura na defesa e autoritária no ataque, a seleção dos Estados Unidos venceu a boa seleção da Holanda e agora é Tetracampeã Mundial de futebol feminino. Rapinoe em pênalti marcado pelo VAR (árbitro de vídeo) e Lavelle com um golaço, marcaram os gols do jogo.

 

Primeiro tempo:

Muito se esperava dessa final, que era inédita. O estádio Groupama em Lyon estava lindo, as torcidas faziam uma belíssima festa, em maioria a torcida americana.

E as meninas dos Estados Unidos fizeram jus a todo esse apoio, começaram a partida tomando as rédeas da situação. A Holanda só conseguiu sair do seu campo de defesa com a bola nos pés no quarto minuto de partida.

Foto: Alex Grimm/Getty Images

Entretanto a pressão inicial começou a ser controlada pela seleção holandesa. A maior prova é que as americanas tiveram uma forte marca quebrada nesta final. Elas haviam feito gol antes dos 15 minutos iniciais se completarem em todos os outros jogos desta Copa do Mundo de Futebol Feminino.

A fortaleza da defesa holandesa, junto com a sua falta de ímpeto ofensivo, fez com que o jogo ficasse meio amarrado. A primeira chance real de gol surgiu apenas aos 27 minutos. Após cobrança de escanteio e bate rebate na área holandesa, Julie Ertz finalizou muito bem, mas a goleira Veenendaal foi melhor ainda e teve bastante agilidade para fazer uma bela defesa.

O lance fez com que a seleção dos Estados Unidos crescesse ainda mais na partida. Diante de uma Holanda muito retraída, chegaram novamente com perigo aos 37 minutos. Após cruzamento feito por Rapinoe vindo da esquerda, Mewis apareceu bem entre as zagueiras e cabeceou, Veenendaal novamente, dessa vez no susto, fez mais uma boa defesa.

Em outro cruzamento, dessa vez foi a artilheira Alex Morgan quem desviou, Veenendaal com a ajuda da trave, evitou novamente o gol americano.

O duelo entre a goleira e a atacante persistiu e instantes depois, Alex Morgan arriscou de fora da área, com força e precisão, a bola ia no cantinho, mas Veenendaal caiu e espalmou para fora.

A Holanda que praticamente não finalizou na etapa inicial, conseguiu pelo menos segurar as atuais campeãs do Mundo até o intervalo.

 

Segundo tempo:

O segundo tempo começou da mesma forma como foi o primeiro. A Holanda ainda bem travada e os Estados Unidos tentando sair mais para o jogo.

Rapinoe tentava liderar a sua equipe em busca do primeiro gol. E após bola enfiada na área para Alex Morgan, pênalti para as americanas. No primeiro momento parecia ter sido um lance normal, a árbitra principal até marcou escanteio, porém, o VAR (árbitro de vídeo) entrou bem em ação, viu que a zagueira holandesa Van der Gragt não havia acertado a bola e sim a atacante americana e alertou isso, houve correção no lance e a penalidade máxima foi marcada. A capitã Megan Rapinoe cobrou com muita categoria para inaugurar o placar da final.

Foto: Elsa/Getty Images

Rapinoe chegou ao seu sexto gol e causou um empate triplo na artilharia, junto com sua companheira de equipe Alex Morgan e a inglesa Ellen White.

O gol fez com que a Holanda acordasse, a técnica Samira Weigman fez logo uma substituição, tirando a craque do time Lieke Martens e colocando a jovem Jill Rood.

Parecia que a Holanda viria com tudo em busca do empate. Daí aparece o poder da craque, esta bem tímida e muitas vezes desapercebida em campo, mas extremamente fundamental para a sua equipe, como um motor para um carro. Lavelle recebeu a bola no círculo central do campo, carregou, carregou, cortou da perna direita para a esquerda e mandou um balaço, da entrada da área, lá no cantinho. Goooool dos Estados Unidos e balde de água completamente congelada nas pretenções de reação holandesa.

Foto: Getty Images

A Holanda ainda colocou mais jogadoras ofensivas, até tentaram pressionar, mas acusaram o golpe e nada conseguiram fazer para reverter o placar construído pela Tetracampeã!

Os Estados Unidos ainda teve oportunidade de fazer mais gols, porque a Holanda se jogava ao ataque e deixava a sua defesa desguarnecida, mas foi capricho demais em alguns lances e não conseguiu converter.

Não fez tanta falta, aos 50 minutos de jogo na etapa final a árbitra francesa Manuela Nicolosi encerrou a partida, 2 x 0 à favor das americanas. Encerrando assim a Copa das Copas, que viu a seleção das seleções levantar a taça mais uma vez. A Tetracampeã seleção dos Estados Unidos!

Foto: Getty Images

 

 

Leia mais: Suécia aproveita as oportunidades, vence a Inglaterra por 2×1 e conquista a medalha de Bronze