Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Vice-presidente de clube boliviano é executado a tiros após reunião

Criminoso foi preso pela polícia pouco tempo depois do ocorrido após se envolver um acidente

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter, @cidovieira90.

Crédito: Reprodução

O futebol boliviano está de luto. Na noite da última quinta-feira (4), Nelson Mauriel Álvarez, vice-presidente do Blooming, foi assassinado a tiros em uma avenida do centro de Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. Segundo informações do jornal “La Razón, o dirigente estava entrando em seu carro após sair de reunião quando foi surpreendido pelo criminoso. O mandatário foi alvejado por pelo menos quatro disparos.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

O suposto atirador foi detido poucos instantes após o crime. O jornal revela que o homem, com identidade colombiana, fugia em uma moto quando acabou se chocando com um táxi.  A identidade da vítima foi confirmada por Carlos Romero, que ocupa o cargo de ministro de Governo da Bolívia.

“Aconteceu este fato na avenida Brasil, na cidade de Santa Cruz, no qual duas pessoas – entre elas o vice-presidente do Blooming, Mauriel – foram interceptadas e acabaram sendo alvo de disparos com arma de fogo de alguém que se encontrava em uma motocicleta”, afirmou Romero, em entrevista à TV boliviana Red Uno.

“Trata-se de um sujeito de nacionalidade colombiana, e estamos esperando os trabalhos técnicos para conhecer mais detalhes. É uma pessoa que foi perseguida e que, em sua tentativa de fuga, sofreu um acidente. A Polícia está trabalhando. Temos o nome da pessoa, que possuía um documento de estrangeiro”, acrescentou.

A hipótese de tentativa de rouba foi totalmente descartada pelas autoridades. O jornal destaca “que o ataque foi direto e premeditado”.

Acompanhante de Nelson Mauriel Álvarez na reunião, Sebastián Peña, outro dirigente do Blooming, também foi atingido pelos disparos, mas sobreviveu. O suspeito pelo crime foi hospitalizado após se acidentar com sua moto. Atendido, foi mais tarde levado por agentes policiais às dependências da Força Especial de Luta Contra o Crime (FELCC).

LEIA MAIS:

Futebol: saiba como assistir aos jogos desta sexta-feira (05)

Ídolo do Botafogo, Mendonça morre aos 63 anos após dois meses internado