Defesa de Cristiano Ronaldo pede sigilo nos arquivos de acusação de estupro, mas solicitação é negada

Advogados de Cristiano Ronaldo queriam impedir que os detalhes do caso fossem consultados

Bruno Romão
22 anos, estudante de Jornalismo, amante da escrita, natural de Campina Grande (PB) e um completo apaixonado por futebol. Contato: bruno.romao.nascimento@gmail.com

Crédito: Divulgação/Juventus

De acordo com ”Associated Press”, a defesa do português solicitou que os arquivos da acusação não pudessem mais ser consultados, ou até mesmo que fossem destruídos. Mesmo sendo algo permitido na legislação dos Estados Unidos, o requerimento não foi atendido pela Justiça.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

O pedido foi feito para que a imagem de Cristiano Ronaldo não fosse prejudicada com possíveis vazamentos. Caso algum elemento da investigação fosse divulgado, poderia haver um julgamento parcial de toda situação. Mesmo assim, os arquivos não serão impedidos de serem consultados, podendo haver uma nova vistoria no futuro.

CR7 não será acusado judicialmente, e mesmo com o solicitação sendo negada, a primeira decisão não será afetada. O jogador foi acusado por Kathryn Mayorga de ter cometido estupro em 2009, em Las Vegas. O caso ganhou repercussão mundial, e foi alvo de grande debate na mídia.

Dessa forma, como a acusação criminal não seguirá, o atacante não terá que se preocupar com fatores extra-campo durante a temporada pela Juventus.

LEIA MAIS