Eduardo Barroca, do Botafogo, é o técnico mais jovem do Brasileirão; veja o Top 5

Comandante botafoguense tem apenas 37 anos, assim como Rodrigo Santana, do Atlético-MG; “pódio” deste Brasileirão tem Tiago Nunes, do Athletico, que soma 39

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e hoje é editor no Torcedores.com.

Crédito: Foto: Vitor Silva/Botafogo

O Brasileirão 2019 chega em sua 14ª rodada com uma verdadeira mistura de perfis de técnicos. Com média de 49,1 anos, a competição reúne desde os mais experientes, acostumados com grandes desafios, e os mais novatos, que iniciam na profissão já pressionados a entregarem resultados.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

O Torcedores fez um levantamento dos 20 comandantes em atividade neste Campeonato Brasileiro e montou uma lista dos cinco mais jovens. Desses cinco, três possuem menos de 40 anos e poderiam até ser jogadores, por exemplo.

Confira o Top 5 do Brasileirão:

1 – Eduardo Barroca – 37 anos e quatro meses

Comandante de Corinthians e Botafogo na categoria sub-20 até pouco tempo atrás, Eduardo Barroca recebeu convite do profissional do Fogão e está no cargo desde a saída de Zé Ricardo. Ele tem apenas 37 anos e quatro meses, o mais jovem deste Brasileirão.

2 – Rodrigo Santana, 37 anos e três mês

Promovido das categorias de base do Atlético-MG, Rodrigo Santana já tem um currículo de respeito. Conquistou acesso pelo Juventus-SP na Série A-3 do Paulistão e fez campanha de destaque com o nanico URT, de Patos de Minas. Aos 37 anos e três meses, comanda os profissionais do Atlético-MG.

3 – Tiago Nunes – 39 anos

Um dos técnicos de maior repercussão entre as caras novas é Tiago Nunes, do Athletico Paranaense. Aos 39 anos, já está no cargo há um ano e já conquistou a Copa Sul-Americana pelo clube paranaense.

4 – Emerson Cris – 41 anos

Interino da Chapecoense, que procura um substituto após a queda de Ney Franco (que, aliás, já assumiu o Goiás neste Brasileirão), Emerson Cris tenta melhorar a situação da equipe catarinense enquanto o time não anuncia um novo comandante. Ex-jogador, aos 41 anos ele é o quarto mais novo do Brasileirão.

5 – Odair Hellmann – 42 anos

Há um ano e meio no cargo, após efetivação da diretoria do Internacional, Odair Hellmann já é bastante querido pelo torcedor. Aos 42 anos, ele levou o Colorado ao terceiro lugar do Campeonato Brasileiro em 2018 e tenta o tricampeonato da Libertadores pela agremiação. Foi auxiliar da seleção brasileira na campanha da medalha de ouro em 2016 nas Olimpíadas do Rio de Janeiro.

VEJA MAIS
Inter e Cruzeiro aparecem entre os piores visitantes após a 14ª rodada do Brasileirão
Times do Z-4 dominam lista de piores mandantes do Brasileirão; veja números