De companheiros de equipe à times rivais; conheça os gêmeos brasileiros que disputam o campeonato francês

Atualmente jogando em times rivais da Ligue 1, os gêmeos deram juntos os primeiros passos no futebol brasileiro e internacional

Mariana Prince
Atualmente no último período de Jornalismo na PUC-PR. Participei no ano passado do programa "Capacitação para Jornalistas no Futebol", da Universidade do Futebol. Instagram: @maari_prince

Crédito: reprodução/instagram Fábio

Nascidos em Petrópolis, no Rio de Janeiro, Rafael e Fábio Pereira começaram a carreira juntos nas categorias de base do Fluminense. Porém, os irmãos nunca chegaram a atuar no time profissional do Rio. Isso porque aos 15 anos, os gêmeos brasileiros foram descobertos por Alex Ferguson e fecharam contrato com o Manchester United. No entanto, a transferência para a Inglaterra só aconteceu em 2008, quando os jogadores tinham 17 anos. 

Quer ver o Campeonato Francês de graça por 1 mês?
Conheça DAZN Brasil!

Atualmente, os dois irmãos jogam nas laterais do campo, mas nem sempre foi assim. No início da carreira, Rafael atuava como atacante, porém, mais tarde, acabou assumindo a posição de lateral direito. Enquanto Fábio atua na lateral esquerda.  

Apesar de hoje em dia atuarem em times rivais, Fábio e Rafael vestiram a mesma camisa durante todo o início de carreira, até o Untied emprestar Fábio para os Queens Parks Rangers, em 2012. Essa foi a primeira vez que os gêmeos foram separados no mundo do futebol.  Desde então, os dois não voltaram a jogar na mesma equipe.  

Esta temporada é a segunda seguida em que os irmãos irão se enfrentar na Ligue 1. Enquanto Rafael joga o campeonato francês desde 2015 pelo Lyon, Fábio acabou se transferindo para o mesmo país do irmão no ano passado para jogar no Nantes.  

O terceiro encontro entre os gêmeos brasileiros deve acontecer na oitava rodada do campeonato francês, no dia 28 de setembro.  

LEIA MAIS

Buscando afirmação na Europa, Fábio continuará sendo rival do irmão gêmeo no futebol francês

Revelado pelo Fluminense e atual jogador do Lyon, Rafael Pereira já foi treinado pelo “Hitler dos brasileiros”