Cotas de TV do Brasileirão vão render mais de R$ 1,5 milhão por posição na tabela; entenda

Premiação foi elevada para esta temporada e título do Campeonato Brasileiro renderá R$ 33 milhões

Matheus Leal
Colaborador do Torcedores.com e do Hashtag Rubro-Negro.

Crédito: Reprodução

A partir de 2019, um novo modelo de divisão de cotas de TV foi implementado no Brasileirão. Com o final da exclusividade dos direitos de transmissão pela Globo, os clubes optaram por negociar separadamente os valores para TV aberta, fechada e pay-per-view.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Além dessa, houve mudança também na forma de divisão do montante. Na TV aberta e fechada, o recorte será o seguinte: 40% igualitário, 30% por posição e 30% por exibição. A ideia era tornar as cotas de televisão algo mais justo aos times de menor apelo.

Sendo assim, cada posição na tabela do Campeonato Brasileiro não só importa para possibilidade de classificação para os torneios internacionais, mas também financeiramente. Vamos aos números:

A TV aberta e fechada, juntas, vão render R$ 1,1 bilhão aos clubes, dos quais 30% será destinado para a divisão de acordo com a tabela. Ou seja, R$ 330 milhões. Desse valor, o grande campeão terá direito a R$ 33 milhões. Já o vice ficará com R$ 31,35 milhões, R$ 1,65 milhão a menos. Uma queda gradativa de 5% por posição até o 10º colocado e 8% até o 16º.

Veja a divisão por posição (em reais):

Campeão – 33 milhões
Vice – 31,3 milhões
3º – 29,7 milhões
4º – 28 milhões
5º – 26,4 milhões
6º – 24,7 milhões
7º – 23,1 milhões
8º – 21,4 milhões
9º – 19,8 milhões
10º – 18,1 milhões
11º – 15,5 milhões
12º – 14,6 milhões
13º – 13,7 milhões
14º – 12,8 milhões
15º – 11,9 milhões
16º – 11 milhões

LEIA MAIS

CBF divulga escala de arbitragem da 15ª rodada do Brasileirão

Cartola FC 2019: veja 15 dicas de jogadores para valorizar na 15ª rodada

Gabigol, Arrascaeta, Dudu… veja os jogadores com mais participações em gols no Brasileirão 2019