Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Denílson condena gritos homofóbicos no futebol: “não tem mais espaço”

Pentacampeão com a Seleção Brasileira e símbolo do “futebol raiz”, ex-jogador condenou homofobia no futebol

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016, radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Reprodução/TV Bandeirantes

O comentarista Denílson, ídolo do São Paulo e com passagens por Flamengo e Palmeiras, condenou os gritos homofóbicos no futebol.

A emoção é aqui, no SBT!

#GrandeFinalnoSBT

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Durante participação no programa Jogo Aberto, da Bandeirantes, Denílson elogiou a atuação do árbitro Anderson Daronco, que paralisou a partida entre Vasco x São Paulo, no domingo, até que a torcida do clube carioca parasse de chamar o adversário de “time de viado”.

“O Daronco foi muito bem. (…) Não tem mais espaço para esse tipo de insulto e agressão verbal. Tem tanta forma de incentivar ou até provocar o time adversário… Não tem mais espaço para este tipo de provocação”, declarou o pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira, em 2002.

Além de paralisar o confronto, Daronco conversou com o técnico Vanderlei Luxemburgo, que prontamente pediu para a torcida parar com os insultos. O árbitro ainda foi em direção aos capitães de Vasco e São Paulo, Leandro Castán e Daniel Alves, respectivamente, e explicou o motivo da paralisação.

Leia mais:
Fernando Prass é quem mais conquistou títulos pelo Palmeiras no atual elenco; veja a lista

Revista francesa estampa Neymar na capa e destaca “carreira paralisada” do atacante: “que bagunça!”

As melhores notícias de esportes, direto para você