Donald Trump, presidente dos EUA, culpa videogames pelos massacres em Ohio e Texas

Após diversas pessoas serem mortas no último final de semana, o presidente Donald Trump voltou a criticar os videogames

Pietro Cardoso
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Activision

O último final de semana foi marcado por dois massacres que acontecerem nos Estados Unidos – Texas e Ohio. Com isso, a discussão sobre a violência dos jogos voltou à tona na América. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, declarou que é preciso repensar a influência dos videogames nas pessoas (via Polygon).

A primeira tragédia ocorreu no sábado (03), às 14h00 no horário de Brasília, em El Paso, no Texas. Um atirador entrou armado nos estabelecimentos da rede Walmart e iniciou disparos; 22 pessoas foram mortas e 26 ficaram feridas.

Já no domingo (04) – menos de 24 horas depois – mais um ataque aconteceu na região de Dayton, em Ohio. O atirador entrou em um bar e matou nove pessoas, enquanto que 26 ficaram feridas.

“Nós precisamos parar a glorificação da violência na nossa sociedade. Isso inclui os terríveis videogames que agora são corriqueiros. É muito fácil hoje em dia um jovem com problemas ser rodeado por uma cultura que celebra a violência. Nós precisamos parar ou substancialmente reduzir isso.” declarou Trump.

Vale destacar que há um ano o Trump já havia mostrado descontentamento com os jogos eletrônicos. “Os videogames, os filmes, as coisas da internet são tão violentas. É incrível”. No entanto, um estudo da Universidade de Oxford já revelou que não existe uma relação entre os jogos com a violência do mundo real.

LEIA MAIS