Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Filho de Edmundo com modelo chora e desabafa ao falar sobre o ausente pai: “Uma pessoa estranha”

Com 23 anos, assumidamente homossexual e cineasta, filho do ex-jogador Edmundo revela detalhes da relação com seus pais

Paulo Foles
Jornalista, amante da escrita e apaixonado por esportes. Falo sobre futebol internacional, nacional e esportes americanos, principalmente NFL e NBA. Santista e apreciador do bom futebol. Twitter: @PaulFoles

Crédito: Foto: Reprodução/TV Fama-RedeTV

Alexandre Mortágua é o filho do ex-jogador e atual comentarista da Fox Sports Edmundo com a modelo Cristina Mortágua. Cineasta, ele desabafou em entrevista ao TV Fama, da RedeTV, e até chorou ao comentar sobre seu pai.

“Eu era uma criança. Não sinto culpa por ele ser uma pessoa estranha”, disparou ele ao comentar sobre a relação dos dois, e logo depois completou enfatizando sua mágoa:

“A gente não compartilhou nada de infância. Quem tinha o poder de fazer com que a gente compartilhasse não o fez”.

Assumidamente gay, o filho de Edmundo também teve problemas com sua mãe no passado: ela tentou exorcizá-lo ao descobrir sobre a homossexualidade dele. No entanto, Alexandre prefere ressaltar que isso faz parte do passado:

“Temos que dar a chance do outro repensar. Minha mãe fez muito esforço e nos encontramos num lugar muito maravilhoso. Não vou dizer que é minha melhor amiga, somos mãe e filho, mas tenho uma ótima relação com ela”.

Com 23 anos, Alexandre lançou recentemente o documentário “Todos nós cinco milhões”, que conta a história de crianças que são criadas longe do pai. Ele foi diretor e personagem do produto cinematográfico e comentou sobre o assunto:

“Não fiz esse filme para discutir a minha vida. Qualquer individualização em torno de um assunto tão sério é ruim. Fiz o filme para discutir coisas. Se você sentar numa roda com dez pessoas, pelo menos cinco delas vão dizer que têm uma relação estranha com o pai. Não foi difícil achar essas pessoas que foram abandonadas pelo pai”, disse ele, e em seguida falou de forma mais específica sobre Edmundo:

“A gente não é próximo (ele e Edmundo) w nem se fala. Como nunca foi próximo nem nunca se falou. O que fiquei pensando desde o início do filme é que não existe vácuo no universo, um buraco vai ser preenchido por alguma coisa. O documentário fala disso. Não fala tanto dessa figura que vai embora, fala mais de quem fica, de quem se agrega. Discutir esse dado é falar também da mulher e do feminino. Em quase todos os casos, essa ausência é preenchida por mulheres”.

Atualmente atuando como comentarista do Fox Sports, Edmundo já teve passagem no grupo Bandeirantes. Como jogador, ele atuou por diversos clubes, como Vasco da Gama, Flamengo, Fluminense, Palmeiras, Santos, Corinthians, Cruzeiro, Napoli, Parma e Fiorentina, entre outros.

LEIA MAIS:

Edmundo elogia time do São Paulo e coloca em condições de disputar título brasileiro