Fórmula E: Di Grassi afirma que 5ª temporada foi seu pior desempenho em consistência

Lucas di Grassi afirmou em entrevista ao Autosport que teve seu pior ano na Fórmula E em termos de consistência

Rodrigo Nascimento
Colaborador do Torcedores

Crédito: BERLIN TEMPELHOF AIRPORT, GERMANY - MAY 24: Lucas Di Grassi (BRA), Audi Sport ABT Schaeffler during the Berlin E-prix at Berlin Tempelhof Airport on May 24, 2019 in Berlin Tempelhof Airport, Germany. (Photo by Sam Bloxham / LAT Images)

Apesar de ter lutado até o final do campeonato pelo bicampeonato, o brasileiro Lucas di Grassi não ficou feliz com a temporada 2018-19 da categoria, na qual terminou na terceira colocação.

Precisando reverter uma diferença de 32 pontos em relação ao líder Jean-Eric Vergne na rodada dupla de Nova York, Di Grassi não teve exito em conquistar a virada, e ainda acabou perdendo a vice-liderança para o suíço Sébastien Buemi, enquanto o piloto francês da DS Techeetah confirmou o bicampeonato.

Por conta disso, o piloto brasileiro reconheceu que apesar de ter ficado satisfeito com a sua condução, o campeonato não foi dos melhores em termos de consistência.

“É minha pior temporada de Fórmula E em termos de consistência”, declarou Lucas di Grassi ao site britânico Autosport. “Conduzi muito bem nesta temporada, estou muito feliz com a minha pilotagem, fiz boas corridas, mas o carro não estava em um bom ritmo no início do campeonato.”

“Então, nós conseguimos dar a volta por cima, trabalhamos muito duro nisso. Fiquei satisfeito com a minha condução, mas não com a minha consistência”, completou o piloto brasileiro, que disputou todas as provas da história da Fórmula E, e foi campeão da categoria na terceira temporada.

“Alguns fatores estavam fora de nosso controle, por exemplo, a desclassificação após o treino classificatório em Riad e Santiago, além dos acidentes em Mônaco com o [Alexander] Sims e também em Sanya com Robin [Frijns ] e Buemi. Isso é provavelmente o que eu digo sobre ter a pior temporada – em termos de consistência.”

Apesar da decepção no que diz respeito a consistência, Di Grassi se mostrou satisfeito com alguns aspectos, principalmente com o resultado obtido na Cidade do México, na vitória épica que conquistou nos últimos metros antes da bandeirada: “No geral, acho que conduzi uma das nossas melhores corridas este ano e, devido ao nível do campeonato, estou bastante satisfeito com isso.”

LEIA MAIS:
Fórmula E: Sam Bird lamenta ter desistido do WEC por causa do conflito de datas
Brendon Hartley afirma que teve apoio da Porsche para pilotar pela Dragon na Fórmula E