Galvão Bueno critica Rogério Ceni e diz que técnico abandonou trabalho por “grife” do Cruzeiro

Narrador da Globo não poupou críticas à escolha do ex-técnico do Fortaleza

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Sportv

Durante transmissão do programa Bem, Amigos, do Sportv, o técnico Galvão Bueno fez questão de comentar a notícia que mais movimentou o fim de semana do futebol brasileiro, a da saída de Rogério Ceni do Fortaleza rumo ao Cruzeiro.

A decisão do ex-goleiro do São Paulo causou divergências em diversos programas esportivos, mas Galvão foi enfático ao criticar Rogério Ceni.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Segundo o narrador, o técnico abandonou o Fortaleza em momento de sufoco para assumir a “grande grife” do Cruzeiro.

“Brigamos aqui que os clubes não podem demitir o técnico no meio de um contrato. Eu acho que o técnico também não pode abandonar o clube no meio do contrato. Essa é a minha posição”, disse Galvão logo na abertura do Bem, Amigos.

“O Rogério tinha a oportunidade de tomar uma posição porque está no começo de carreira (como treinador), mas tem uma carreira gigantesca como jogador. É marcante na história do futebol brasileiro. Foi para o São Paulo e fizeram aquela molecagem com ele. Ele senti o gosto da pílula amarga. Vai para o Fortaleza, teve a humildade de ir para a segunda divisão, ganha, ganha a Copa do Nordeste, faz belo trabalho. Aí agora que o time está no sufoco, chega o convite de uma grande grife, aí ele sai. Se batemos nos clubes porque os clubes não cumprem o contrato com o técnico até o fim, porque aceitarmos que o técnico saia no meio do caminho? Ele poderia dizer não. Começaria diferente de muita gente.”

Rogério Ceni chega a Belo Horizonte para assinar com o Cruzeiro nesta terça-feira (13).

Leia mais:
Gol do Fortaleza faz cartoleiros detonarem goleiro do CSA na web; veja

Presidente do Cruzeiro, que já esqueceu passaporte e perdeu sorteio da Libertadores, se confunde ao falar de multa rescisória de Rogério Ceni