Guia NFL 2019 – Green Bay Packers

Com mudanças e após uma temporada turbulenta, o Green Bay Packers de Aaron Rodgers tenta retomar a supremacia na NFC Norte

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Torcedores.com

“Setembro sempre chega”! O bordão de Everaldo Marques está mais uma vez bem próximo de se concretizar e com ele o início da temporada 2019 da NFL. Para o jogo de abertura da centésima edição da liga, nada mais justo do que colocar uma das maiores (senão a maior) e mais tradicionais rivalidades da história deste esporte. Green Bay Packers e Chicago Bears medem forças no dia 5 de setembro, às 21h20 (de Brasília), no Soldier Field, abrindo oficialmente os trabalhos na temporada regular.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

O Torcedores.com preparou um guia completo com tudo o que você precisa saber sobre o Green Bay Packers para este ano. Confira:

História

Impossível falar da história da NFL sem citar o Green Bay Packers. A franquia mais vitoriosa da liga foi fundada em 1919 por Curly Lambeau (que dá nome ao estádio da equipe) e dominou a primeira era do futebol americano. Comandada por seu fundador, a equipe de Wisonsin conquistou seis títulos entre 1929 e 1944.

A segunda era vitoriosa veio com o lendário técnico Vince Lombardi (que dá nome ao troféu do Super Bowl) e o histórico QB Bart Starr, que juntos levaram os cabeças de queijo a cinco conquistas entre 1961 e 1967, as duas últimas já contando como Super Bowl.

Os dois outros anéis de Green Bay vieram com as principais estrelas da franquia na era moderna. Os Quarterbacks Brett Favre, em 96, e seu substituto, Aaron Rodgers, em 2010, encheram a sala de troféus com um Super Bowl cada, fazendo a alegria da comunidade que comanda a equipe (é o único entre os 32 times que não possui um só dono nem fins lucrativos).

Estádio:  Lambeau Field (Green Bay, Wisconsin) – Capacidade 81.441 espectadores

Títulos: 13 (1929, 1930, 1931, 1936, 1939, 1944, 1961, 1962, 1965, 1966, 1967, 1996 e 2010)

Títulos na era Pré Super Bowl: 9 (1929, 1930, 1931, 1936, 1939, 1944, 1961, 1962, 1965)

Títulos na era Super Bowl: 4 (1966, 1967, 1996 e 2010)

O Green Bay Packers na última temporada

O ano de 2018 foi bastante turbulento e decepcionante para o Green Bay Packers. O desgaste na relação da franquia e grupo de jogadores com o então técnico Mike McCarthy se refletiu desempenho da equipe durante a temporada. Com Aaron Rodgers afetado tanto física quanto psicologicamente, os cabeças de queijo viram seu QB com performances irreconhecíveis, mostrando claramente que estava bem abaixo do que produz em condições normais.

A má fase de sua principal estrela e a falta de sintonia do corpo técnico com o de atletas levou a franquia a um pífio terceiro lugar dentro da divisão Norte da NFC, com seis vitórias, um empate, nove derrotas e mais um ano sem a classificação para os playoffs (o segundo consecutivo). A temporada ruim acendeu o sinal de alerta em Green Bay, culminando com a demissão de McCarthy e o início de uma intensa reformulação na equipe.

Quem chegou para a temporada 2019? Adrian Amos (S) – Chicago Bears, Preston Smith (E) – Washington Redskins, Za’Darius Smith (E) – Baltimore Ravens, Mike Tyson (S) – Houston Texans e Billy Turner (OL) – Denver Broncos.

Draftados: 

1ª Rodada (12): Rashan Gary, DL, Michigan
1ª Rodada (21): Darnell Savage Jr, Maryland, S
2ª Rodada (44): Elgton Jenkins, iOL, Mississippi State
3ª Rodada (75): Jace Sternberger, TE, Texas A&M
5ª Rodada (150): Kingsley Keke, DT, Texas A&M
6ª Rodada (185): Ka’Dar Hollman, CB, Toledo
6ª Rodada (194): Dexter Williams, RB, Notre Dame
7ª Rodada (226): Ty Summers, LB, TCU

Quem saiu na temporada 2019? Randall Cobb (WR) – Dallas Cowboys; Clay Matthews (LB) – Los Angeles Rams; Jake Ryan (LB) – Jacksonville Jaguars; Mike Daniels (DT) – Detroit Lions;

O que esperar dos Packers em 2019?

Renovação é a palavra que melhor define o Green Bay Packers versão 2019. Diversas peças foram trocadas em relação às últimas temporadas, a começar pelo técnico Mike Mccarthy, que estava na equipe desde 2006. Para o seu lugar foi contratado Matt LaFleur, que traz uma mentalidade da nova geração e fez um notável trabalho à frente do Tennessee Titans.

Com bons valores draftados, a dispensa de jogadores que já não rendiam o mesmo de outros anos e principalmente uma defesa reforçada com peças de qualidade, as expectativas são altas em relação ao time de Wisconsin. Um novo playbook, com a presença maior de jogadas terrestres certamente fará parte deste ano dos cabeças de queijo, que foram a franquia que menos correu com a bola na NFL em 2018.

Mais uma vez, Aaron Rodgers será o fator chave para a temporada de Green Bay. Se estiver 100% saudável e se adaptar aos novos colegas e novo estilo implantado por La Fleur, as chances da equipe voltar aos playoffs e até mesmo disputar o Super Bowl aumentam de forma considerável.

A grande questão será colocar todas essas mudanças na prática e fazer com que os novos jogadores e reformulada defesa rendam o esperado. Recursos e boas ideias não faltam para o Green Bay Packers retomar a supremacia da divisão Norte da NFC, resta saber se serão concretizados e aproveitados da melhor forma.

Principal jogador: Aaron Rodgers (QB) – 12

LEIA MAIS:

Guia NFL 2019 – Chicago Bears