Guia NFL 2019 – Pittsburgh Steelers

Saídas de Le’Veon Bell e Antonio Brown podem ser problema – ou solução – para o Pittsburgh Steelers

Antonio Carlos Junior
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Rodrigo Naascimento/Torcedores.com

O Pittsburgh Steelers estreia na próxima temporada da NFL no dia 8 de setembro, contra o New England Patriots. E para que você fique por dentro de tudo que acontece na equipe, o Torcedores.com preparou um guia completo sobre as 32 franquias da liga. Aqui trazemos tudo sobre uma das franquias mais vencedoras da NFL.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

História

Fundado em 1933, o Steelers demorou a engrenar no futebol americano. A equipe só teve uma aparição em playoffs em seus primeiros quarenta anos na NFL. No entanto, após a fusão entre AFL e NFL o Steelers virou potência e chegou ao Super Bowl em oito oportunidades – venceu seis.

Entre 1933 e 1939 o Steelers era chamado de Pittsburgh Pirates, mas, para se diferenciar do time de beisebol da cidade, Art Rooney adotou o nome atual em 1940. Os anos 70 foram os primeiros de destaque da franquia. Liderados por Terry Bradshaw no ataque e com uma defesa extremamente forte, o Steelers dominaram a década.

Após um período lento nos anos 80, o Steelers voltou a mostrar sua foça na metade da década de 90. A partir daí a franquia foi ao Super Bowl mais quatro vezes, a última em 2010, quando perderam para o Green Bay Packers.

Ficha Técnica

Fundação: 1933

Estádio: Heinz Field (Pittsburgh, Pensinvânia) – Capacidade 68.400 espectadores

Títulos: 6 (1974, 1975, 1978, 1979, 2005 e 2008)

O Pittsburgh Steelers na temporada 2018

O Steelers entrou em 2018 como favorito a vencer a AFC Norte. Entretanto, o início irregular da equipe, com apenas três vitórias nos seis primeiros jogos, dificultou a tarefa de Pittsburgh.

A equipe ainda se recuperou e venceu seis jogos consecutivos, mas a ausência de Le’Veon Bell e os constantes desentendimentos entre Ben Roethlisberger e Antonio Brown acabaram com o clima da equipe. Apesar disso, o Steelers ficou a apenas uma vitória atrás do campeão da divisão, Baltimore Ravens.

Toda a temporada foi marcada por problemas. Desde a greve de Bell, que duraria apenas algumas semanas mas o tirou de toda a temporada, até o comportamento de Roethlisberger, constantemente cobrando os companheiros através da mídia.

O wide receiver Antonio Brown foi manchete diversas vezes por problemas extra-campo e acabou não jogando o último jogo da temporada por isso. Já após a eliminação do Steelers, Brown utilizou as redes sociais para ironizar companheiros de time, praticamente selando sua saída de Pittsburgh.

Quem chegou para a temporada 2019: Donte Moncrief (WR) – Jacksonville Jaguars, Mark Barron (LB) – Los Angeles Rams, Steven Nelson (CB) – Kansas City Chiefs.

Draftados

1ª Rodada (10): Devin Bush, LB, Michigan
3ª Rodada (66): Diontae Johnson, WR, Toledo
3ª Rodada (83): Justin Layne, CB, Michigan State
4ª Rodada (122): Benny Snell, RB, Kentucky
5ª Rodada (141): Zach Gentry, TE, Michigan
6ª Rodada (175): Sutton Smith, LB, Northern Illinois
6ª Rodada (192): Isaiah Buggs, DE, Alabama
6ª Rodada (207): Ulysees Gilbert III, LB, Akron
7ª Rodada (219): Derwin Gray, OL, Maryland

Quem saiu na temporada 2019: Antonio Brown (WR) – Oakland Raiders, Le’Veon Bell (RB) – New York Jets, L.T. Walton (DL) – Buffalo Bills, Jon Bostic (LB) – Washington Redskins, L.J. Fort (LB) – Philadelphia Eagles, Morgan Burnett (S) – Cleveland Browns, Marcus Gilbert (OL) – Arizona Cardinals, Jesse James (TE) – Detroit Lions.

O que esperar do Steelers em 2019?

Após a saída de Brown e Bell, a expectativa seria de uma temporada de reconstrução. No entanto, a diretoria do Steelers não é das mais pacientes e a pressão sobre Mike Tomlin só aumenta, especialmente após o fiasco de 2018.

Por isso, o Steelers foi atrás de bons reforços defensivos, em especial o linebacker Devin Bush, que pode causar estragos com sua grande velocidade. No lado ofensivo, Big Ben tem a missão de mostrar que pode ser um grande líder e fazer o time vencer, apesar de não ter suas duas principais armas das últimas temporadas.

Juju Smith-Schuster terá todas as chances de provar que tem capacidade para ser o wide receiver número um da franquia. Além disso, as saídas de Bell e, principalmente Brown, podem ser ótimas para o vestiário da franquia, o que também pode ajudar na reformulação e briga por playoffs.

Principal jogador: Ben Roethlisberger (QB) – 7

Leia mais:

Guia NFL 2019 – Baltimore Ravens

Guia NFL 2019 – Cincinnati Bengals