Brendon Hartley afirma que teve apoio da Porsche para pilotar pela Dragon na Fórmula E

O neozelandês que acertou com a GEX Dragon na Fórmula E, garantiu que teve apoio da Porsche, sua equipe no WEC

Rodrigo Nascimento
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/GEOX Dragon

Anunciado como piloto da GEOX Dragon para a próxima temporada da Fórmula E, o neozelandês  Brendon Hartley afirmou que está empolgado para a sua estreia na competição de carros elétricos, e que recebeu o apoio da Porsche, sua equipe no WEC (Mundial de Endurance), para aceitar o convite de Jay Penske.

Se por um lado, isso mostra o quanto o ex-F1 está com moral dentro da Porsche, afinal de contas, a montadora também tem um time na Fórmula E, Hartley terá um dura missão: conciliar as duas categorias, já que haverá um conflito de datas.

“A Porsche tem sido incrível em relação a tudo nos últimos anos, eles apoiaram e entenderam que, se eu tivesse a chance de correr na Fórmula E, eu a aceitaria”, afirmou Hartley.

Sobre o conflito de datas entre Fórmula E e WEC, Hartley já definiu qual será a sua prioridade: “Ainda estou sob contrato [com a Porsche], mas obviamente vou me afastar da Fórmula E. A Porsche tem sido incrivelmente justa durante todo o processo desde que aceitei correr na Fórmula 1 no ano passado, então estou muito agradecido.

Hartley também comentou sobre o fato de enfrentar a Porsche na próxima temporada da Fórmula E: “Vai ser um pouco estranho competir contra eles na próxima temporada, depois de tantos anos correndo por eles.”

“O estilo de corrida na Fórmula E é bem diferente. Mas sempre prosperei, vou aproveitar o desafio de correr nas ruas e não ter espaço para erros, e curtir bastante”, finalizou.

LEIA MAIS:
Fórmula E: Nick de Vries participará de testes pela Mercedes EQ
Fórmula E: Diretor da BMW Andretti acredita que acidente em Marrakesh prejudicou a temporada