Ídolo do Palmeiras pede “reinvenção” de Felipão e diz que treinador tem de tirar lições de 2018 para vencer a Libertadores

Em entrevista ao portal da Band, o ex-meia Zinho ainda cravou o favoritismo da equipe em todas as competições que disputa

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

O Palmeiras se prepara para uma semana decisiva em 2019. Um dia depois de completar 105 anos de existência, o clube alviverde encara o Grêmio na próxima terça-feira (27), valendo vaga na semifinal da Copa Libertadores. Para vencer o time gaúcho no estádio do Pacaembu, o ídolo da equipe Zinho afirmou que Luis Felipe Scolari deve aprender com o fracasso de 2018 na competição.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“O que ele usou no ano passado deu certo para ser campeão brasileiro, não deu certo para ser campeão da Libertadores e da Copa do Brasil. Ele pode tirar lições disso para esse ano e buscar coisas novas para motivar esse elenco, mudou algumas peças, chegou o Luiz Adriano”, disse Zinho, em entrevista ao portal da Band.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

A equipe foi eliminada pelo Boca Juniors na semifinal do ano passado, mas chega em 2019 ainda mais forte e com grandes chances de título, de acordo com o ex-jogador. “O Palmeiras é favorito nas competições que está disputando pelo elenco que tem, pela torcida, tradição de camisa, treinador, comissão, estrutura do Palmeiras, parte financeira.. tudo leva isso o Palmeiras a brigar por títulos”, comentou.

Com o tropeço do Santos, o Palmeiras pode chegar à mesma pontuação que os líderes do Brasileirão (o time da Baixada Santista e o Flamengo têm 33 pontos). Apesar da briga entre as três equipes no topo, Zinho abriu a disputa para outras equipes.

“Não foge muito de Flamengo, Palmeiras, São Paulo e Santos. Atlético-MG e Corinthians podem chegar, mas não deve fugir muito dos quatro. Uma ligeira vantagem para Flamengo e Palmeiras, mas dependendo da sequência deles na Libertadores. É o melhor campeonato dos últimos anos. Além da proximidade dos líderes, a qualidade técnica e o público presente nos estádios, é um campeonato agradável”, disse ex-jogador.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

LEIA MAIS:

Weverton destaca “semana especial” e minimiza críticas a Felipão: “Fomos campeões brasileiros jogando dessa forma”

Inspirado em Marcos, Weverton quer conquistar título da Libertadores para entrar na história do Palmeiras