Jon Jones volta à Justiça por suposta agressão a garçonete nos EUA

Audiência foi marcada para o dia 26 de setembro. Garçonete acusa Jon Jones de agressão em  boate de strip-tease

Jéssica De Paula Alves
Jornalista amapaense migrada em Belo Horizonte (MG). Nascida em março de 1990, é gremista e adora esportes desde a infância. Faixa branca em jiu-jitsu, também é fã de rock e ama unir suas paixões.

Crédito: Reprodução/Facebook Oficial UFC Brasil

A estrela do UFC Jon Jones voltará a Corte americana no dia 26 de setembro para uma audiência com o juiz. O atleta é acusado de lesão corporal contra uma garçonete, em uma boate de strip-tease, no Novo México, Estados Unidos. A informação é do site AgFight.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

A mulher acusa Jon Jones de tê-la tocado de maneira imprópria, além de ter aplicado um estrangulamento e a segurado por diversas vezes. Por sua vez, o lutador se declarou inocente das acusações e desentendimentos.

De acordo com a publicação, baseada em documentos oficiais obtidos pelo site ‘MMA Fighting’, um vídeo sobre o caso foi divulgado nesta segunda-feira (19).

Nas imagens é possível ver a suposta vítima em seu apartamento explicando aos policiais a sua versão sobre os acontecimentos. Ao ser questionada pelos oficiais sobre o incidente, a mulher, visivelmente abalada e chorando, demonstrou incredulidade sobre uma possível punição para o atleta.

“A situação toda é muito complicada. Eu não sei direito o que dizer. Essa pessoa se livra de tudo”, desabafou posteriormente a suposta vítima aos policiais.

Se for condenado, o o campeão dos meio-pesados do Ultimate pode pegar no máximo seis meses de prisão, além de uma multa de 500 dólares (aproximadamente R$ 2 mil). Ele também pode ter seis meses de liberdade vigiada.

Entretanto, Dana White, presidente do UFC, também já se manifestou a favor do lutador. O cartola  afirmou ter tido acesso aos vídeos do incidente. De acordo com ele, as imagens podem ajudar a provar a inocência de Jon Jones. Ele declarou, assim, que espera pelo retorno do campeão ao octógono ainda neste ano.

LEIA MAIS

Jon Jones rejeita trilogia com Cormier: ‘Garanto que não acontecerá’