Jornais espanhóis revelam nova proposta do Barcelona por Neymar: R$ 722 milhões para pagar em 2020

Clube catalão trabalha forte para evitar que atacante brasileiro seja contratado pelo rival Real Madrid, que segue na briga pelo jogador

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Divulgação/ Site Neymar

A novela Neymar segue sem um desfecho final e ainda deve dar o que falar pelos próximos dias, lembra que a janela de transferências na Espanha fecha apenas no dia 2 de setembro – ou seja – até lá muita coisa ainda pode acontecer, e o retorno do atacante ao Barcelona é algo possível. De acordo com o jornal catalão Sport, o clube culé está disposto a pagar até 160 milhões de euros (cerca de R$ 722,66 milhões, na cotação atual) para tirar o brasileiro do Paris Saint-Germain.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

De acordo com a publicação, porém, o desejo do Barcelona é pagar o valor apenas na metade de 2020. A ideia do clube catalão é conseguir um empréstimo de Neymar junto ao PSG para esta temporada com a opção de compra em definitivo em julho do ano pelo valor estipulado – algo semelhante ao que o próprio clube francês fez para tirar Mbappé do Monaco em 2017.

A proposta seria a medida encontrada pelo Barcelona para não se complicar com o Fair Play Financeiro, isso porque o clube entende que não pode pagar o valor pedido pelo PSG por Neymar nesta janela porque já que investiu mais de 250 milhões de euros (R$ 1,12 bilhão) em reforços para a temporada.

O jornal Mundo Deportivo também noticia sobre a nova investida do Barcelona, e diz que o clube catalão está ciente de que Neymar terá uma cláusula de rescisão junto ao PSG no valor de 170 milhões de euros, e que apesar de ser um valor alto, algum clube com maior poderio financeiro pode investir. Diante deste cenário, o Barça estuda oferecer algo em torno de 15 a 20 milhões de euros agora, pelo empréstimo, e os outros 150 milhões de euros em 2020.

LEIA MAIS:
Ídolo do Barcelona reprova retorno de Neymar ao clube: “Seria uma bomba dentro do vestiário”