Lateral do Atlético-MG revela ter sofrido racismo de professora na infância

Patric revelou o ato de discriminação em entrevista a jornal mineiro

Matheus Camargo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Bruno Cantini/Atlético

O jornal Superesportes, de Minas Gerais, publicou nesta segunda-feira (19) uma entrevista com o lateral Patric, do Atlético-MG. Na publicação, o jogador fez uma revelação sobre um episódio triste da infância.

Segundo Patric, uma professora foi responsável por um ato de racismo contra ele quando criança. O lateral do Galo revelou ter sete anos quando sofreu a discriminação.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

“Uma professora me chamou de macaco”, disse o jogador ao jornal.

Em tom de desabafo, Patric disse que espera uma sociedade mais evoluída nessa questão, além de mais interesse das pessoas pelo assunto.

“Acho que a sociedade tem evoluído. Essa luta que antigamente era desigual de que o pobre não poderia ter um estudo ou que as pessoas não gostariam que o pobre tivesse um estudo, porque aí o pobre poderia bater de frente… Acho que nisso já houve uma evolução. A procura de as pessoas se interessarem mais, respeitarem cor, classe.”

O atleta vive bom momento na carreira após período conturbado no Atlético-MG. Aos 30 anos, Patric é o titular na lateral-direita do time de Rodrigo Santana.

Leia mais:
Dupla fatal! Gabigol e Bruno Henrique são os jogadores que mais acertam finalizações no Brasileirão; veja o top-10