Lateral do Vasco, Yago Pikachu leva vida sem mordomias e é fã de açaí

Saiba mais sobre Glaybson Yago Souza Lisboa ou mais conhecido como Yago Pikachu paraense e homem de família que não dispensa um bom açaí

Bruno Wang
Redator e Pós Graduado em Jornalismo Esportivo. Ama Futebol e o Esporte.Redator Sênior do Torcedores.comPara um pouco mais de mim, pode me escrever: Brunocom26@gmail.com

Crédito: Instagram Oficial Yago Pikachu

As Origens

Pikachu nasceu em Belém e começou sua carreira na escolinha de futsal do Tuna Luso.

Seu primeiro treinador, Carlos Alberto, o “capitão”, é quem recebe o crédito pelo apelido dado ao jogador do Vasco. Em reportagem para o Esporte Espetacular fez referência a um herói de um desenho japonês muito famoso no Brasil e muito rápido, assim como Pikachu quando atua pelo clube cruzmaltino.

Capitão não teve dúvidas “(…) ele era muito rápido, pequenininho, sassariquento. (…) juntei uma coisa com a outra e chamei-o de Pikachu”.

Logo depois, deu um pulo para o futebol de campo, o Paysandu, o “Papão da Curuzu”. Sua habilidade chamou a atenção do gigante do Rio de Janeiro e desembarcou no Vasco da Gama no final de 2015 já como profissional.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Pikachu é um homem de família

O polivalente lateral direito do Vasco nunca deixou de ser um cara ligado aos valores familiares. Aos 27 anos se mantém rodeado de amigos e pessoas em quem confia.

Leva uma vida longe de mordomias, mesmo sendo peça fundamental no time do Vasco, com um salário bastante considerável.

Pai de duas lindas meninas, Giovanna e Luiza, tem verdadeira adoração por sua mãe, dona Suzy, a quem se refere como “minha rainha”. Segundo um amigo próximo, “é um menino pé no chão e de muita garra. Tem uma base boa de família e não  se deslumbra”.

De seu pai herdou a paixão pelo futebol e encontrou a felicidade com sua namorada e agora esposa, Cris Brasil, também natural do Pará.

Vida sem ostentação

Pikachu, quando se mudou para o Rio, morou um tempo no Bairro do Flamengo. Nada muito luxuoso. Hoje mora na zona oeste da cidade, lugar mais nobre mas longe de mansões e condomínios de luxo de outros jogadores.

Sua conta no Instagram espelha sua realidade: de alguém que não se esquece de suas raízes e luta por cada conquista. E mostra o que realmente importa para o atleta em sua vida.

Com uma de suas filhas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Feliz 2018 ✨

Uma publicação compartilhada por Yago Lisboa (@yagopikachu02) em 1 de Jan, 2018 às 7:43 PST

Com a Família.

Açaí, o manjar dos deuses

Yago já repetiu em entrevista para Globo o que todo paraense deve saber: “açaí é nossa vitamina”. Fez questão de mostrar, que na boa terra, para os paraenses, o açaí é uma refeição. São capazes de trocar o arroz com feijão por ele. Enfatiza: “Isso para mim em casa é essencial”.

A fruta vai bem com peixe, com carne, com camarão. Não pode faltar em casa.

Dona Suzy, sua mãe, manda litros e litros de Belém para o Rio de Janeiro para ajudar o filho a ficar forte. Chega a dizer que quando Pikachu erra um passe é porque não se alimentou direito. Isso que é mãe!

Receita do Sucesso

Família. Habilidade, ou mesmo açaí. O fato é que não existe a receita de bolo para o sucesso de um jogador de futebol. Entretanto, em tempos tão estranhos, com tantos talentos que se perdem, Pikachu dá os ingredientes dignos de um craque da bola dentro e fora dos campos.

BMG

O Banco BMG é especialista na oferta de produtos e serviços financeiros adequados às necessidades de seus clientes. Com 88 anos de atuação, se consolidou no financiamento ao consumo de pessoas físicas. Com 3,5 milhões de clientes ativos, disponibiliza um amplo portfólio de soluções por meio da rede de atendimento física – composta por mais de 500 lojas help! Loja de Crédito e mais de 2 mil correspondentes bancários em todo território nacional –, e da sua plataforma digital Meu_BMG.  O grupo ainda mantém a BMG Invest com foco em renda fixa; o BMG Seguros, direcionado exclusivamente ao Seguro Garantia; e parte da subadquirente Granito.

LEIA MAIS

MARACANÃ SEDIOU GRANDES DECISÕES DO FUTEBOL; VEJA DEZ FINAIS QUE ESTREMECERAM O ESTÁDIO