Libertadores: veja o que seu clube precisa para avançar às semifinais

Confira a situação dos times brasileiros na competição continental para os jogos de volta na próxima semana

Marcel Thomé
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Conmebol

A Copa Libertadores teve mais uma etapa definida nesta quinta-feira com o fim dos jogos de ida das quartas de final, terminando com a vitória do River Plate contra o Cerro Porteño por 2 a 0, no estádio Monumental, na Argentina.

Antes, nos jogos de terça e quarta, Palmeiras, Flamengo e Boca Juniors levaram a melhor diante de Grêmio, Internacional e LDU, do Equador, respectivamente.

Como na Libertadores o gol fora de casa ainda é um critério para desempate, a situação de cada clube para seguir na competição é diferente.

Confira os resultados dos jogos de ida:

Grêmio 0 x 1 Palmeiras (volta dia 27 – 21h30 – em São Paulo)

Flamengo 2 x 0 Internacional (volta dia 28 – 21h30 – em Porto Alegre)

LDU 0 x 3 Boca Juniors (volta dia 28 – 19h15 – em Buenos Aires-ARG)

River Plate 2 x 0 Cerro Porteño (volta dia 29 – 19h15 – em Assunção-PAR)

Veja o que seu time precisa nos jogos de volta para avançar às semifinais:

Palmeiras: Após a vitória no Sul, um empate por qualquer placar diante do Grêmio, no Pacaembu, na próxima terça-feira (27), já garante a passagem para a próxima fase.

Grêmio: derrotado em casa por 1 a 0 na ida, o time gaúcho precisa vencer por dois gols de diferença ou um gol de diferença desde que marque ao menos duas vezes (ex: 2 a 1, 3 a 2 etc). Vitória gremista por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

Flamengo: após vencer no Maracanã, por 2 a 0, o Rubro-Negro pode até perder por um gol de diferença por qualquer placar que se classifica para a próxima etapa da Libertadores.

Internacional: derrotado no primeiro jogo, a missão do Colorado não será nada fácil. O clube terá que vencer o Flamengo por três gols de diferença, sem ter sua meta vazada. Caso o Flamengo marque um gol, o time gaúcho precisará fazer quatro. Vitória do Inter por 2 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

LEIA MAIS: