MotoGP: Rins bate Márquez na curva final e vence na Inglaterra

Piloto da Suzuki ultrapassou o rival da Honda nos metros finais da corrida disputada em Silverstone

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: MotoGP

Alex Rins venceu neste domingo (25) o Grande Prêmio da Inglaterra de MotoGP, prova disputada no circuito de Silverstone. Em uma corrida eletrizante, o piloto da Suzuki esteve próximo de Marc Márquez ao longo das 20 voltas, e conseguiu a ultrapassagem apenas na última curva da volta final, vencendo o espanhol da Honda por apenas 0s013 na linha de chegada.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Márquez teve que se contentar com a segunda posição com o equipamento da Honda, enquanto Maverick Viñales, com uma Yamaha, terminou em terceiro com a Yamaha, depois de escalar o pelotão e se aproximar dos dois primeiros nas voltas finais. Valentino Rossi, com a outra Yamaha, ficou com a quarta posição, seguido por Franco Morbidelli, piloto da SIC, equipe satélite da Yamaha.

Cal Crutchlow finalizou a prova na sexta posição com uma Honda preparada pela LCR, enquanto Danilo Petrucci acabou com a sétima colocação com a Ducati. Jack Miller, que andou na maior parte do tempo em sexto, perdeu desempenho com a Ducati da Pramac no final, e ficou com o oitavo posto, sendo seguido por Pol Espargaró, da KTM. Andrea Iannone, da Aprilia, foi o décimo.

A prova foi marcada por um acidente logo na largada. Fabio Quartararo caiu logo nos metros iniciais com a Yamaha da SIC, e Andrea Dovizioso, piloto da Ducati, não conseguiu desviar, acertando o equipamento do francês e caindo também. Os dois abandonaram a disputa e o italiano precisou da maca para deixar o local do acidente, passando pelo centro médico do circuito inglês.

A próxima etapa da MotoGP acontece no dia 15 de novembro, com a realização do Grande Prêmio de San Marino, prova marcada para o circuito de Misano.

Confira como foi a corrida

A corrida começou com Marc Márquez mantendo a primeira posição, sendo seguido por Valentino Rossi e Alex Rins. Mais atrás, Fabio Quartararo caiu logo na primeira curva, e Andrea Dovizioso não conseguiu desviar do francês da SIC, o atingindo e caindo também. O piloto da Ducati precisou ser retirado de maca do local do acidente, e a corrida seguiu normalmente.

Rins deixou Rossi para trás na segunda volta, e passou a perseguir Márquez. O veterano da Yamaha, porém, não deixou a diferença subir em relação aos rivais que estavam à frente. Maverick Viñales aparecia na quarta posição, enquanto Franco Morbidelli completava a lista dos cinco primeiros. Com cinco voltas completadas, Rins conseguiu disparar um segundo sobre o “Doutor”.

Sem conseguir acompanhar o ritmo dos ponteiros, Rossi passou a ver Viñales, que conseguiu a ultrapassagem na sétima volta, tomando a terceira posição. Na frente, Rins seguiu próximo de Márquez, sem conseguir buscar a ultrapassagem. No giro seguinte, Takaaki Nakagami caiu, abandonando a disputa.

Na nona volta, Rins abriu ataque sobre Márquez, e conseguiu a ultrapassagem, tomando a liderança da prova. Alguns metros depois, o piloto da Honda recuperou a primeira colocação. Um pouco mais atrás, Cal Crutchlow passou a ser pressionado por Jack Miller na disputa pela sexta posição. Na décima volta, Johann Zarco acertou Miguel Oliveira, e os dois abandonaram.

Miller conseguiu a ultrapassagem sobre Crutchlow, tomando o sexto lugar, enquanto Rins manteve ataque sobre Márquez, uma vez que Viñales não conseguia se aproximar dos dois primeiros. Com oito voltas para o final da prova, foi a vez de Crutchlow dar o troco sobre Miller e recuperar a sexta colocação.

Viñales passou a se aproximar dos ponteiros restando sete voltas para o término da corrida, enquanto Rins seguia próximo de Márquez, mas a diferença estancou em 1s5. O piloto da Suzuki, porém, quase caiu na 17ª volta, mas se manteve próximo do espanhol da Honda. Mais atrás, Jorge Lorenzo, que retornou às corridas neste final de semana, vinha em 14º.

Rins buscou a ultrapassagem na penúltima volta, mas Márquez retomou mais uma vez a liderança alguns metros depois. O piloto da Suzuki tentou por fora na curva 18, sem conseguir a manobra, enquanto Viñales chegou de vez nos dois primeiros colocados, sem conseguir atacá-los. Rins seguiu próximo na última volta, e deu o golpe final na última curva, ao colocar a Suzuki na linha de dentro, superando Márquez por 0s013.

Foto: MotoGP