NBA encerra investigações de denúncias a Luke Walton sobre assédio

Técnico do Sacramento Kings foi acusado por uma jornalista de abuso sexual e enfrentava investigação pela liga. Provas insuficientes fizeram o processo contra Luke Walton ser encerrado

Gustavo Militão
Jornalista de Recife-PE, apaixonado por esportes.

Crédito: Reprodução/YouTube/Sacramento Kings

Por falta de provas, investigadores designados pela NBA e pelo Sacramento Kings declararam que não há provas de acusações de assédio sexual contra Luke Walton, técnico da equipe. Ele foi acusado pela jornalista Kelli Tennant de assédio, quando ainda era assistente técnico do Golden State Warriors. O fim das investigações foi confirmado pelo Kings em comunicado oficial nesta sexta-feira (23).

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

No comunicado, a equipe de Sacramento afirma que os investigadores tentaram contato com a jornalista, mas ela se recusou a prestar esclarecimentos. Os investigadores entrevistaram cerca de 20 pessoas envolvidas, inclusive o próprio Luke Walton. Materiais e outros documentos também foram analisados. Contudo, nada foi provado e a equipe decidiu encerrar o processo até que novas evidências apareçam.

A acusação

A jornalista, que era repórter na época da “Spectrum Sportsnet”, afirmou que Walton tentou o abuso num quarto de hotel na Califórnia, em 2017. Tennant relatou que se encontrou com o técnico para entregar uma cópia de seu livro, que havia sido lançado recentemente, cujo prefácio foi escrito por Walton. Durante o encontro, entretanto, o treinador iniciou a tentativa de assédio.

“Do nada ele foi pra cima de mim e me jogou na cama, segurando meus braços enquanto beijava meu pescoço, meu rosto e meu busto”, disse a repórter a “CBS Los Angeles”. “Pedia para que ele parasse, mas ele dava risada. Eu realmente achei que ele iria me estuprar”, relatou Tennant.

Walton posteriormente negou as acusações por meio de seus advogados. Após o comunicado emitido pelo Kings, o treinador falou sobre o assunto pela primeira vez. “Estou 100% focado em treinar o Sacramento Kings e animado para trabalhar com este grupo incrível de jogadores e técnicos. Não tenho mais nenhum comentário a fazer”, disse o técnico ao site “The Athletic”.

LEIA MAIS:

NBA: procura intensa de ingressos para jogos de pré-temporada na Índia

Três homens foram baleados em tiroteio na casa de jogador do Golden State Warriors