Novos integrantes da Série C 2020: alguns já estão definidos; confira

Eles lutaram e foram os melhores do Brasileirão Série D de 2019. Saiba quem são, o que passaram e o que a Terceira Divisão aguarda para o ano que vem.

Anderson Lima
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação: Site Oficial / Confederação Brasileira de Futebol

Por acaso do destino, foram quatro equipes – que representam quatro regiões diferentes do país – que chegaram ao patamar mais alto da Quarta Divisão e agora têm participação garantida na Série C 2020. Um pouco da história de cada um deles você confere aqui, no Torcedores.

Quer ver a Série C de graça por 1 mês? Conheça DAZN Brasil!

Brusque (SC)

Finalista da Série D 2019, o Brusque começou o ano sem maiores destaques. Terminou o Campeonato Catarinense em abril em sexto colocado, na competição que tem 10 integrantes. Em maio, revezou seus jogos entre a Região Sul e o Rio de Janeiro. Pelo Grupo A15 da Série D, o Quadricolor (como também é chamado) mediu forças contra o Gaúcho, o Boavista (RJ) e o Foz do Iguaçu. Perdeu apenas uma vez, no última partida contra o time do Rio, quando já estava classificado. Na fase de mata-mata, foi fulminante: venceu o conterrâneo Hercílio Luz; se “vingou” contra o Boavista não dando chance pra ele nas oitavas de final; perdeu pelo placar mínimo e depois goleou em casa a Juazeirense; disputou de igual contra o Ituano e o venceu nos pênaltis. Empatou em casa na partida de ida da final da Série D 2019 contra o Manaus e vai à Arena da Amazônia decidir o título no próximo domingo (18).

Ituano (SP)

O Galo de Itu começou o ano bem em seu Estadual. Classificou-se na 1ª fase do Paulistão 2019 para as quartas de final, mas perdeu para o São Paulo, deixando a competição para trás no mês de março. Preparando-se durante o mês de abril, o Ituano foi com todo o gás no Grupo A13: perdeu apenas uma vez na fase de grupos, quando tirou o pé do acelerador na última rodada, estando já classificado jogando contra o já eliminado URT. Depois disso, na fase de mata-mata, venceu a Caldense na ida e na volta; não deixou o Vitória (ES) vencer nenhuma das duas partidas nas oitavas de final; fez um bom placar em casa que garantiu que o Itabaiana (SE) não conquistasse a vaga do acesso mesmo vencendo no jogo de volta. Ficou na semi, parado pelo Brusque, mas garantiu seu lugar na Série C 2020. É um dos novos destaques do futebol paulista.

Jacuipense (BA)

O tímido Jacuipense não se destacou no início do ano. No Baianão 2019, ficou em sétimo lugar (são 10 times na competição), mas foi o suficiente para ir à Série D. No Grupo A7 foi líder, perdendo apenas no último jogo contra o ASA de Arapiraca. Na fase seguinte, o Leão Grená (como é conhecido o time de Riachão do Jacuípe) lutou: ganhou na raça e nos pênaltis na partida de volta contra o Central de Caruaru; fez o América de Natal não marcar no jogo de ida na Arena das Dunas e venceu no jogo de volta em casa; e garantiu o empate do Floresta (CE) e venceu novamente em seus domínios, no Estádio Valfredão. Foi parado apenas nos últimos 90 dos 180 minutos das semifinais contra o Manaus. Embora tenha empatado em 1 a 1 em casa, perdeu pelo placar mínimo na Arena da Amazônia. Mando de campo, boa defesa e raça são marcas dessa equipe.

Manaus (AM)

Sendo tricampeão no Amazonense 2019, o Gavião do Norte espanta por ter história recente no futebol. Mesmo fundado em 2013, a equipe chegou à semifinal da Copa Verde em 2018 e disputou as duas últimas edições da Copa do Brasil. Na segunda participação na Série D, fez bonito na 1ª fase: não perdeu nenhuma partida no Grupo A2. Foi invicto contra as equipes de Real Ariquemes (RO), Galvez (AC) e Santos (AP). No mata-mata, venceu de novo por mais duas vezes o Real Ariquemes, ganhou nos pênaltis do São Raimundo (PA), eliminou o Caxias (RS) do acesso com 3 a 0 em casa e chegou à final vencendo o Jacuipense. É uma equipe em franca ascensão.

LEIA MAIS:
Você sabe por que o Brasileirão Série C é dividido em dois grupos?
Paysandu x Remo: CBF oficializa alteração no clássico paraense; confira o novo calendário