Paulo Borrachinha espera se credenciar a lutar por cinturão com vitória sobre Romero

Brasileiro e cubano começaram uma rivalidade intensa, que envolve até acusação de doping.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhidaFormado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: Divulgação/Facebook UFC Brasil

Depois de frustradas tentativas de marcar a luta, Paulo Borrachinha e Yoel Romero estarão frente a frente neste sábado (17), em Anaheim (EUA), no UFC 241. Uma luta carregada por muita rivalidade e pelo desejo de lutar pelo cinturão dos médios do Ultimate.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Em entrevista ao Combate, o lutador mineiro disse esperar que uma vitória em cima do cubano lhe dará, finalmente, a tão sonhada chance de lutar pelo cinturão dos médios, a ser decidido no UFC 243, entre Robert Whittaker e Israel Adesanya.

“Sim, tenho certeza que uma vitória coloca a minha mão na disputa do título, esperando o Whittaker e o Adesanya lutarem”, disse Borrachinha.

O começo da rivalidade entre os dois se deu quando Romero acusou o brasileiro de usar doping. O mineiro, que chegou a receber uma suspensão por não reportar o uso de um remédio, rebateu a acusação e abriu espaço para uma intensa troca de farpas.

“Ele (Romero) falou que eu tinha caído no doping, e isso é uma mentira. Está provado. E isso criou uma antipatia entre a gente, E isso é bom, traz mais atenção para a luta. Cria uma rivalidade entre Brasil e Cuba”, declarou.

LEIA MAIS

Nate Diaz decide não participar de media day do UFC 241

Conor McGregor aparece agredindo idoso que não queria beber whisky; veja vídeo

(Crédito da foto: Divulgação/Facebook UFC Brasil)