Paulo Victor mantém tranquilidade sobre classificação na Libertadores após a derrota para o Palmeiras na Arena

O Grêmio foi derrotado pelo Palmeiras nesta quarta-feira (20), e agora tem uma semana para se recuperar, e reverter a vantagem na casa dos rivais, em pleno Pacaembu, em São Paulo. E para isso conta com as defesas de Paulo Victor

Andressa Fischer
Gaúcha, 22 anos | Escrevo sobre vôlei, futebol feminino e dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/Twitter

Quem anotou o gol da vitória do Palmeiras, foi Gustavo Scarpa em bela cobrança de falta aos 30 minutos do primeiro tempo. Há quem diga que Paulo Victor podia ter defendido a cobrança, mas revendo o lance, a rapidez e a força que foi colocada na bola, tirou todas as chances de defesas do arqueiro.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique aqui e se inscreva!

Responsabilizado por partes dos torcedores, o camisa 1 do Tricolor afirmou que a visão da bola de dentro do gol é completamente diferente da que os demais jogadores tem em comum, assim como a torcida, mas que isso não serve de desculpa para o gol.

“Infelizmente eu acabei vendo ela (a bola) só quando ela tava em cima, e a visão de trás é completamente diferente do que de cima. Não serve como desculpa, mas a gente que quem tá no gol é muito difícil quando não tem a visão da bola. Infelizmente ela acabou entrando, mas a gente tem que ter tranquilidade”, disse.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Agora os gremistas têm uma semana para trabalhar, antes de viajar para São Paulo (SP), onde voltam à enfrentar o Verdão na próxima terça-feira (27), às 21h30min, em jogo que vale a vaga nas semifinais da Libertadores. Os gaúchos tem que vencer por dois gols de diferença, e de preferência saírem do Pacaembu sem serem vazados.

Paulo Victor prega calma para confronto decisivo em São Paulo

“A gente sabe da capacidade da nossa equipe, e o poder de reação que a gente tem. E sabemos que a gente pode chegar em São Paulo pra jogar de igual pra igual, e buscar a vitória”, completou.

LEIA MAIS

Gremistas se dividem entre culpar ou absolver Paulo Victor pelo gol do Palmeiras