Atlético-MG: Rodrigo Santana espera por pressão no Independência, mas afirma ter respaldo da diretoria do Galo

Técnico do Atlético-MG diz não se sentir ameaçado no cargo e quer a vitória contra o Inter

Cleverton Silva
Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/TV Galo

O Atlético-MG está em busca de retomar o caminho das vitórias no Brasileirão. As quatro derrotas seguidas tiraram o Galo do G6. É o pior momento do clube mineiro na competição nacional.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Mesmo com o Atlético-MG tendo essa sequência de derrotas no Brasileirão, a equipe de Rodrigo Santana está entre os dez primeiros da tabela da Série A, além de estar também nas semifinais da Copa Sul-Americana. Com tudo isso, o treinador do Galo diz estar respaldado pela diretoria do clube:

“De forma nenhuma, pelo menos a mim (sobre se sentir ameaçado no cargo). A diretoria sempre me deu respaldo pra trabalhar”, afirmou o técnico do Altético-MG.

“O presidente Sette Câmara, nosso diretor Rui Costa, sempre estão no nosso dia a dia, buscando o melhor pro Atlético. Eu estou trabalhando, dando o meu melhor. Entendo que os jogadores também. Esse é um momento que a gente está passando no Brasileiro. Vamos recuperar sim. “, complementou o treinador do Galo.

Apesar do respaldo da diretoria, Rodrigo Santana sabe que haverá pressão por parte da torcida do Atlético-MG, que vai querer a todo custo uma vitória contra o Internacional, no Estádio Independência, no domingo (15):

“Pressão é inevitável, torcedor quer vitória, está acostumado com a vitória. E não vai ser diferente no domingo, contra uma equipe forte como o Inter. A gente está muito consciente de que precisa recuperar, melhorar”

Mesmo com a cobrança da torcida por resultados positivos no Brasileirão, Rodrigo Santana deixou claro que prefere vencer na Copa Sul-Americana, que atualmente é o caminho mais curto para o Atlético-MG até a vaga na Libertadores. Assim mesmo, o treinador sabe da responsabilidade de ir bem nas duas competições:

“Tenho certeza que eu não trocaria essas derrotas pela vitória do La Equidad. Quero estar vivo no Brasileiro. Quero estar vivo na Sul-Americana. Mas a gente sabe da nossa responsabilidade, da nossa vitória no domingo, de fechar o turno com vitória. Aí a gente pensa em Sul-Americana. E estreia no returno fora de casa. A gente conta muito com o torcedor”, finalizou o técnico do Atlético-MG.

O Atlético-MG enfrenta o Internacional, domingo (15), às 11h00, no Estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 19ª rodada do Brasileirão.

LEIA MAIS