Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Atletismo brasileiro está pronto para o Mundial em Doha

Além dos treinos para o Mundial, AIU realiza testes antidopagem pré-competição

Bárbara Ribeiro
Colaboradora do Torcedores.com.

Tudo pronto para o Mundial de Atletismo! Dos 44 atletas convocados pela Confederação Brasileira de Atletismo (CBA) para o torneio 34 já estão no país sede. O Campeonato Mundial de Doha que acontece no Estádio Internacional Khalifa, começa nesta sexta-feira (27), a partir das 10h30 de Brasília. Os competidores restantes do time verde e amarelo chegam até segunda-feira (30).

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Nesta quarta-feira, alguns atletas brasileiros foram conhecer o estádio oficial de competição que é totalmente climatizado. A iniciativa faz parte do regulamento do Mundial, que prevê 1:15 hora de atividades leves na pista do estádio. Os primeiros a treinarem no local foram os velocistas Paulo André Camilo e Vitor Hugo dos Santos.

“Muito legal, a pista é boa e não está calor”, disse Paulo André, tricampeão brasileiro dos 100 m.” Acostumado a treinar com muito calor às 19:30, ele também gostou da climatização estádio. “É muito bom, não é? ”, comentou Vitor, que estava acompanhado do técnico Victor Fernandes. Também foram ao estádio no primeiro grupo os técnicos Felipe de Siqueira e o norte-americano Loren Seagreave, do COB.

O técnico Carlos Alberto Cavalheiro, está satisfeito com a preparação dos atletas da Seleção do Brasil em Doha.

“Temos uma pista à disposição das 17:30 às 22:30 há 10 minutos do hotel. Quem passa mais apertado é o pessoal da marcha e da maratona que treina em percurso de rua, após às 23 horas, mais próximo do horário da competição. Sem dúvida, sem o resfriamento do estádio, eles terão a performance prejudicada,” comentou.

Antidoping

Antes do Mundial de Doha testes antidopagem também movimentam pré-competição. Estão sendo realizados testes de sangue para ajudar a detectar no futuro o uso substâncias proibidas, como esteróides, EPO ou hormônio de crescimento humano (hGH).

Recentemente, vários atletas foram punidos por dopping nos jogos Pan-Americanos de Lima e competições Mundiais de outras modalidades.

Segundo a Comissão Antidopagem do Qatar (QADC) e a IAAF, pelos menos 700 amostras de sangue serão coletadas até esta hoje (26).

Durante todo o Campeonato Mundial de Atletismo, estão previstos 500 testes antidopagem (urina). Agora os exames dos atletas do Catar serão realizados em laboratório no exterior, a fim de evitar possíveis conflitos de interesse, algo que é considerado inédito na competição. A política continuará nas edições futuras do torneio.

“O Campeonato Mundial de Atletismo da IAAF é um dos maiores eventos esportivos do mundo e é responsabilidade da AIU garantir um jogo justo”, disse David Howman, presidente da AIU.

Leia mais:

Após confirmação do doping, Rafaela Silva perde medalha do Pan