Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Brasil atropela Japão e segue sonhando com pódio na Copa do Mundo de vôlei feminino

Sem chances de título, o Brasil ainda pode garantir um lugar entre os três melhores da Copa do Mundo de vôlei feminino. Para tanto, as comandadas de Zé Roberto precisam vencer todos os jogos restantes, e estão fazendo seu papel

Andressa Fischer
Gaúcha, 22 anos | Escrevo sobre vôlei, futebol feminino e dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Divulgação/FIVB

Na revanche da eliminação do Mundial 2018, o Brasil dessa vez levou a melhor sobre o Japão. Sob o comando de Gabi e Lorenne, a seleção brasileira bateu as japonesas por 3 x 0, em parciais de: 25/14, 25/21 e 25/23.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique aqui e se inscreva!

Com muito volume de jogo, Macris pôde acionar as suas atacantes com mais liberdade, e consagrou a experiente Fabiana no jogo. A bicampeã olímpica foi o principal desafogo do time verde e amarelo, que ainda tinha Gabi e Lorenne nas extremas, e dava trabalho pro grande sistema defensivo japonês.

Japão 0 x 3 Brasil (14/25, 21/25 e 23/25)

Japão: Ishii 12, Shinnabe 8, Okumura 8, Ishikawa 8, Sarina Koga 5, Sato 2 e Osanai 1

Brasil: Gabi 16, Lorenne 15, Fabiana 12, Mara 6, Drussyla 4, Sheilla 2, Macris 1 e Amanda 1

Brasil segue com chances de pódio na Copa do Mundo de vôlei feminino, porém precisa secar adversários

O resultado mantém as brasileiras vivas na competição. Porém, precisam secar a Rússia. As europeias jogam contra os EUA nesta sexta-feira (27), e se vencer eliminam a equipe de Zé Roberto da competição, ficando mais próximas do bronze, e com possibilidades remotas de título.

A Holanda já ficou para trás nessa rodada, quando foi derrotada pela Rússia por 3 x 0 (26/24, 25/18 e 25/20) e foi ultrapassada pelas brasileiras na tabela de classificação, que por sua vez subiram para o quinto lugar na classificação.

Mas se as russas precisam tropeçar contra as norte-americanas para manter o Brasil vivo no torneio, as brasileiras precisam fazer a sua parte. Um pouco antes do duelo russo contra as americanas, às 2h (horário de Brasília-DF), a equipe verde e amarela entre em quadra contra Camarões para somar mais três pontos na tabela.

LEIA MAIS

Sem chances de título, veja o que o Brasil ainda pode fazer na Copa do Mundo de vôlei feminino