Confederação Brasileira de Rugby tem novo patrocinador

Evento acontece hoje à noite para anunciar patrocinador e novo uniforme da seleção de rugby

Danilo Lacalle
Jornalista de formação, e atleta por opção. Especialista em esportes americanos e apaixonado por esportes radicais.

Crédito: Foto: @brasilrugby/Reprodução Instagram

Na noite desta segunda-feira, a Confederação Brasileira de Rugby vai anunciar o patrocínio da TIM. A empresa de telefonia é a primeira do setor de telecomunicações a apoiar o rugby brasileiro. O contrato, válido até setembro de 2020, não teve valores confirmados.

O novo patrocínio vai ser estampado nas costas do uniforme da seleção. Esta nova edição será lançada em um evento, hoje à noite, no Novotel Morumbi.

“Para nós é uma honra contar com a TIM como patrocinadora da Confederação Brasileira de Rugby. Isso porque trata-se de uma marca conhecida por ser inovadora e por apoiar o esporte. Esperamos que esse seja o início de um relacionamento de longo prazo e temos certeza que a TIM conseguirá aproveitar ao máximo o extenso cardápio de eventos de rugby que conseguimos oferecer ao longo do ano”, afirma Agustin Danza, CEO da CBRu, à Exame.

Agora, com 16 patrocinadores, a CBRU conta com o Bradesco, Heineken, AccorHotels, Correios, O Boticário, Robert Walters, Cultura Inglesa, Fortify, Deloitte, Sigvaris Group, MP2GO, Travel Ace, Pinheiro Neto Advogados, CVC, Gilbert e agora a Telecom.

Além disso, a Tim patrocinará, também, o Beach Rugby, ao lado do Bradesco. O evento encerra o calendário de eventos do rugby brasileiro.

Quais os principais apoiadores do rugby?

No mundo, muitas outras marcas aparecem no rugby como patrocinador. Estão entre elas: Emirates (companhia aérea), Land Rover (carros), Master Card, Societe Generale (banco), DHL (logística), Canon, Guiness e Amazon. Estas, foram as principais marcas patrocinadoras da Copa do Mundo de Rugby 2019 e da Six Nations, respectivamente.

O varejo é a categoria mais ativa. Os varejistas têm 3,8 vezes mais chances de patrocinar rugby do que a média de todas as categorias, de acordo com a pesquisa do IEG Sponsorship Report, de 2019. Os serviços de alimentação e profissionais estão entre as segundas categorias não endêmicas mais ativas (3,4), seguidas pelos automóveis na terceira (2,5).

LEIA MAIS

All Blacks à primeira posição do Ranking Mundial de Rugby, confira as movimentações

Rugby: Ingleses viram samurais em campanha da Copa do Mundo