Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

No dia do encanador, conheça a história do ex- encanador Conor McGregor

Do trabalho de encanador para o UFC, Irlandês não teve apoio de seu pai em sua decisão de viver das artes marciais

Bárbara Ribeiro
Colaboradora do Torcedores.com.

Crédito: UFC/Divulgação

Contratado desde 2013 pelo o UFC, Conor McGregor começou a praticar boxe e kickboxing na adolescência. Na época começou a sonhar que poderia ganhar a vida daquela forma. Caçula criado em uma família de operários, scarreira profissional no MMA na Irlanda era inserta.  Devido à dificuldade da profissão, o pai do atleta, Tony McGregor, preferia que o filho tivesse uma profissão comum. Então, o obrigava a trabalhar como encanador em canteiros de obras.

Mostrando determinação e persistência McGregor continuou paralelamente como atleta marcial, até que em 2013 foi contratado pelo UFC.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!

Naquela época, mesmo com a extensão do UFC pela Europa ter aberto uma janela de oportunidades para lutadores irlandeses, o país ainda não despertava a atenção de Dana White, presidente da companhia.  Mas após vários pedidos de um evento no local, e boatos sobre um lutador (McGregor ) que havia conquistado cinturões em duas categorias deferentes no Cage Warriors. White decidiu convidar o, ainda, encanador para enfrentar Marcus Brimage no UFC, em abril daquele ano.

Depois disso, tudo mudou.  McGregor nocauteou Brimage em pouco mais de um minuto.

Após sua primeira luta no UFC, o atleta estava certo que sua história daria um grande filme. Contratou uma equipe de documentaristas que seguiu todos os seus passos na criação da série, intitulada “Notorious”, produzida por ele mesmo. A série que virou documentário foi ao ar em 2017, em uma das principais emissoras da Irlanda. A partir daí,  sua popularidade explodiu no país.

Polêmicas de McGregor

Connor McGregor é um dos lutadores mais polêmicos do mundo. Marcado por sua dedicação extrema, o irlandês não é conhecido apenas por seus nocautes dentro do octógono. Ele também conquistou seus fãs e seguidores por sua capacidade incomum de tirar seus adversários do sério apenas com palavras.

Em 2018, após ser derrotado no UFC por Khabib Nurmagomedov, em outubro de 2018. Meses de provocações, inclusive referindo-se à religião e nacionalidade do atleta, deram origem a pancadaria generalizada que consagrou a luta  como a mais aguardada do MMA naquele ano.

McGregor que já foi preso algumas vezes, passava por um período tranquilo, completamente favorável a um retorno triunfal, longe de polêmicas e com uma nova postura.

Porém, em março deste ano voltou a ter problemas com a polícia americana. A principal estrela do UFC foi presa por quebrar o celular de um fã que tentou tirar fotos dele na saída de uma boate.

Até agora o retorno de McGregor ao octógono é incerto.

Leia mais:

Conor McGregor apresenta cão como novo ‘colega’ de treinos